Primeiro-ministro do Japão pondera participar na próxima cimeira da NATO

por Lusa

O primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, está a ponderar participar na próxima cimeira da NATO, em Madrid, no final deste mês, no que seria a primeira vez que um chefe de governo japonês participaria numa reunião da aliança ocidental.

Fontes do governo japonês explicaram hoje à agência noticiosa oficial japonesa Kyodo News, citadas pela EFE, que a visita de Fumio Kishida a Madrid, em 29 e 30 de junho, depende sobretudo da situação política interna do seu país, perante as eleições para a Câmara dos Conselheiros (a câmara alta do parlamento japonês), que se realizarão provavelmente a 10 de julho.

Existem opiniões mistas tanto no governo como no Partido Liberal Democrático no poder sobre a participação de Fumio Kishida, uma vez que o calendário da cimeira da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla em inglês) colide com a campanha eleitoral.

Se participar, fontes do governo japonês esperam que a participação do seu primeiro-ministro na cimeira reforce a coordenação com os Estados Unidos da América e os países europeus na resposta à guerra da Rússia na Ucrânia e possíveis contingências sobre o Estreito de Taiwan.

Austrália, Nova Zelândia e Coreia do Sul foram também convidados a participar na cimeira da NATO como países parceiros na região da Ásia-Pacífico.

pub