FC Porto e Benfica apontam aos oitavos de final

| Liga dos Campeões

|

O FC Porto, `líder` de um nivelado Grupo C, e o Benfica, apesar da presença do Bayern Munique no Grupo E, partem para a Liga dos Campeões em futebol com o objetivo de atingirem os oitavos de final.

Na 23.ª presença, recorde que repartem com os `colossos` Real Madrid e FC Barcelona, os `dragões, que tiveram entrada direta como campeões nacionais, são candidatos mesmo ao primeiro lugar, face a Lokomotiv Moscovo, Schalke 04 e Galatasaray.

Por seu lado, o Benfica, que teve de ultrapassar Fenerbahçe e PAOK para selar a 14.ª participação e nona consecutiva, máximo histórico entre equipas lusas, tem no Bayern um `monstro intransponível`, mas pode pensar em superar Ajax e AEK Atenas.

Vencedor da I Liga em 2017/18, o FC Porto vai para a segunda época sob o comando de Sérgio Conceição, que na estreia levou os `dragões` até aos oitavos de final, fase em que acabaram derrotados pelo Liverpool, o finalista vencido.

Há um ano, os `azuis e brancos` ficaram atrás do Besiktas, mas à frente de Mónaco e Leipzig, e, agora, o objetivo passa por conseguir, no mínimo, repetir o segundo lugar, sendo que, face aos oponentes, o primeiro não parece de todo impossível.

Muito afortunado no sorteio, no que respeita ao Pote 1, o FC Porto apanhou o único que não lhe era, na teoria, superior, um Lokomotiv de Moscovo, de Manuel Fernandes e Éder, apenas 47.º do `ranking` da UEFA e sem grande experiência nestas andanças.

O Schalke 04, de Naldo, Bentaleb ou Konolyanka, e o Galatasaray, de Muslera, Nagatomo e Derdiyok ou dos ex-portistas Maicon e Fernando, são os outros adversários, que, não sendo acessíveis, também estão longe de serem temíveis.

Se o FC Porto pode, assim, aspirar à conquista do Grupo C, o Benfica tem esse sonho `vedado` no E, já que vai ter pela frente o `todo poderoso` Bayern Munique, um dos eternos candidatos ao cetro e que os `encarnados` jamais baterem nas taças europeias.

Agora sob o comando do croata Niko Kovac, os bávaros são os indiscutíveis candidatos ao triunfo, ou não tivessem uma `super` equipa, com Neuer, Hummels, Boateng, Alaba, Thigo Alcántara, Ribéry, Robben, Tolisso, Kimich, James, Müller ou Lewandowski e um ex-benfiquista Renato Sanches que nem utilizam.

Hexacampeão germânico em título, o Bayern já foi `carrasco` de Rui Vitória, quando bateu os `encarnados` nos quartos de final da edição de 2015/16 -- os alemães venceram por 1-0 em casa e empataram a dois na Luz.

Com o primeiro lugar fora de órbita, o Benfica deverá disputar o segundo com o histórico Ajax, de Blind, Schöne e Huntelaar, e o AEK Atenas, dos portugueses Hélder Lopes (castigado por quatro jogos) e André Simões.

Antes de lutarem pelo apuramento, os `encarnados` terão, em primeira instância, de `apagar` a péssima imagem deixada na temporada passada, em que somaram por derrotas os seis jogos disputados, com um golo marcado e 14 sofridos. Mau demais.

Na primeira jornada, o Benfica recebe logo o Bayern Munique, com o qual empatou em três das quatro receções europeias, num embate marcada para as 20:00 de quarta-feira.

Na véspera, o FC Porto dá o `pontapé de saída` luso na fase de grupos, face ao Schalke 04, em Gelsenkirchen, o lugar `mítico` em que conquistou, em 2003/2004, o seu segundo título europeu, numa final com os franceses do Mónaco (3-0).

PFO // PFO

Lusa/Fim

Tópicos:

Ajax Blind Schöne, Ajax AEK Atenas Vencedor, Barcelona, Bayern, Fenerbahçe, Fernandes, Galatasaray Muslera Nagatomo, Hélder, Lokomotiv, Mónaco Leipzig, Neuer Hummels Boateng Alaba Thigo Alcántara Ribéry Robben Tolisso Kimich James Müller, Schalke Naldo Bentaleb,

Pesquise por: Ajax Blind Schöne, Ajax AEK Atenas Vencedor, Barcelona, Bayern, Fenerbahçe, Fernandes, Galatasaray Muslera Nagatomo, Hélder, Lokomotiv, Mónaco Leipzig, Neuer Hummels Boateng Alaba Thigo Alcántara Ribéry Robben Tolisso Kimich James Müller, Schalke Naldo Bentaleb,

A informação mais vista

+ Em Foco

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

      Os novos desenvolvimentos no diferendo comercial entre os Estados Unidos e a China vieram lançar ainda mais dúvidas sobre os próximos passos que os dois lados poderão adotar.