Real Madrid apurado com penálti no último minuto

| Liga dos Campeões

Ronaldo não tremeu da marca de 11 onze metros
|

O Real Madrid sofreu para garantir o apuramento para as meias-finais. A Juventus, transfigurada do jogo de Turim, igualou a eliminatória ao marcar três golos no Santiago Bernabéu. No entanto, nos últimos segundos Benatia cometeu uma grande penalidade sobre Lucas Vázquez e Ronaldo marcou de forma irrepreensível o castigo.

Após uma exibição categórica e um resultado tranquilizador vindo de Turim, o Real Madrid passou por grandes dificuldades no Santiago Bernabéu. Apesar de não ter Dybala, a Juventus mostrou-se personalizada com uma exbição fantástica.

Logo aos dois minutos, Khedira encontrou Mandzukic que cabeceou sem hipóteses para Keylor Navas. Os italianos foram manietando a equipa da casa e após a meia-hora de jogo, o croata bisou na partida. Stephan Lichtsteiner cruzou com peso, conta e medida e o internacional pela Croácia bateu Carvajal e Navas pela segunda vez na noite.

Na segunda metade, Zidane fez duas alterações e promoveu a entrada de Asensio e Lucas Vázquez. O Real Madrid dispôs de mais ocasiões para reduzir mas foi a Juventus que colocou o Bernabéu em pânico.

Péssima abordagem de Keylor Navas a um cruzamento de Douglas Costa e Matuidi aproveitou a oferta para fazer o 3-0. Algo impensável na semana passada, os italianos empataram a eliminatória com uma grande exibição.

Sem conseguir bater Buffon foi só nos últimos segundos que surgiu o grande momento do jogo. Jogada de ataque do Real Madrid, Cristiano cabeceia para assistir Lucas Vázquez que é derrubado por Benatia.

O árbitro da partida marcou prontamente o castigo máximo, rodeado de jogadores da Juventus. Buffon perdeu as estribeiras e acabou expulso, dando lugar a Szczęsny.

Chamado a marcar o castigo máximo, Cristiano Ronaldo manteve-se calmo e com um pontapé colocado marcou o golo que apurou o Real Madrid para as meias-finais da Liga dos Campeões.

Tópicos:

Juventus, Liga dos Campeões, Real Madrid,

Pesquise por: Juventus, Liga dos Campeões, Real Madrid,

A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.