Messi endiabrado iguala "hat-tricks" de CR7 pelo Real Madrid

por Mário Aleixo - RTP
Messi foi determinante na vitória do Barcelona sofre o Sevilha Epa-Raul Caro

O argentino Lionel Messi alcançou, com os três golos marcados frente ao Sevilha, decisivos para a vitória do FC Barcelona, o recorde de 44 "hat-tricks" atingido por Cristiano Ronaldo enquanto esteve ao serviço do Real Madrid.

Messi conta agora com 32 "hat-tricks" na liga espanhola, a que se somam três na Taça do Rei, oito na Liga dos Campeões e um na Supertaça espanhola, sempre ao serviço dos catalães, enquanto o astro português somou com os "merengues" 34 "hat-tricks" no campeonato espanhol, dois na Taça do Rei, sete na Liga dos Campeões e um no Mundial de Clubes.

Mas, enquanto Messi representa a equipa principal do FC Barcelona há 14 anos, o astro luso atingiu o registo de "hat-tricks" pelo Real Madrid em apenas oito anos.

Curiosamente, ambos os futebolistas - que contam com cinco bolas de ouro cada um no currículo - têm seis "hat-tricks" apontados ao serviço das respetivas seleções: Messi pela Argentina e Ronaldo por Portugal.

E é o único "hat-trick" marcado por Ronaldo quando jogava em Inglaterra, no Manchester United, que faz com que o capitão da equipa das quinas esteja em vantagem em termos do total de vezes que marcou três golos numa única partida ao longo da carreira (51 para Ronaldo contra 50 para Messi).

No final da difícil vitória do FC Barcelona em Sevilha (4-2), o argentino comentou que, apesar da vitória no sempre complicado campo do Sevilha, "isso não significa que a liga já está ganha", considerando que "há um longo caminho a percorrer", ainda que realçando a importância de manter a distância para os perseguidores.

O FC Barcelona conta agora com 57 pontos, mais 10 do que o segundo classificado, o Atlético de Madrid e mais 12 do que o terceiro, o Real Madrid, que só jogam no domingo frente a Villarreal e Levante, respetivamente.

"Não é só o facto de Messi ter marcado três bons golos, é a forma como os marcou. Estava muito em jogo nesta partida. Nós não estávamos a jogar bem e ele apareceu. Isso é o Messi", realçou o treinador do "Barça", Ernesto Valverde.