Paquete de Oliveira afirma que Comissão Europeia deveria pronunciar-se sobre privatização da RTP

| Média
Paquete de Oliveira afirma que Comissão Europeia deveria pronunciar-se sobre privatização da RTP

O sociólogo Paquete de Oliveira considera que a hipótese que está a ser ponderada pelo governo de concessionar a RTP1 a investidores privados e de fechar a RTP2 pode significar o fim do serviço público em Portugal. O antigo provedor do telespetador admite mesmo que a Comissão Europeia deveria pronunciar-se sobre o assunto.

Em declarações à Antena1, Paquete de Oliveira alerta para a importância da RTP2 no que diz respeito ao cumprimento das obrigações de serviço público de televisão.

“O serviço do canal 2 era especificamente de serviço público. Fechando o 2 estamos num caminho tortuoso para terminar com estações de serviço público. Estamos perante um cenário único e novo e não sei se a Comissão Europeia não deveria pronunciar-se nesse sentido, embora se trate de uma questão nacional”, observa.

Em entrevista à TVI na noite passada, o economista e consultor do governo para as privatizações António Borges afirmou que a possibilidade de concessionar a RTP1 a investidores privados é um cenário “muito atraente”, embora tenha garantido que nada está ainda decidido sobre o futuro da empresa.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP ouviu os seis lideres partidários sobre temas que escapam aos programas políticos e que contribuem para definir o perfil dos candidatos.

    Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

    Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.