Dakar2018: Mário Patrão de fora da 40ª edição devido a apendicite

| Motores

Legenda da Imagem
|

O motard português Mário Patrão (KTM) vai falhar a 40ª edição do Rali Dakar, que começa no sábado em Lima, Peru, depois de ter sido hospitalizado devido a uma apendicite aguda, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a assessoria de imprensa do piloto de Seia explicou que Patrão foi "submetido de urgência a uma cirurgia", depois de ter sentido "uma forte dor abdominal na manhã de dia 31 de dezembro de 2017", tendo ficado internado no Hospital de Viseu, com uma "perfuração no intestino".

Depois de uma cirurgia "na qual foi extraído o apêndice", o motard espera agora alta hospitalar e explicou, citado em comunicado, que o sentimento "é de tristeza e frustração".

"Considero que fizemos um bom trabalho de preparação, mas infelizmente não vou conseguir estar à partida. Resta-me levantar a cabeça e continuar a lutar com todas as minhas forças", apontou o piloto, que ia para a sexta participação no Dakar.

Patrão ia alinhar na sua sexta edição, aos comandos de uma KTM de fábrica, com o objetivo do 'top 10', feito de que ficou próximo em 2016, quando terminou em 13.º.


A informação mais vista

+ Em Foco

Passaram sete anos desde o início das “Primaveras Árabes”. Regimes mudaram, guerras civis rebentaram, houve conflitos que alteraram dinâmicas regionais e vazios de poder que deram origem a Estados falhados.

Veja ou reveja a primeira entrevista de Rui Rio depois de ter sido eleito presidente do PSD.

Na hora da despedida da liderança social-democrata, as juventudes partidárias olham para o legado do ex-primeiro-ministro, com uma pergunta em mente: se Portugal não falhou, o que dizer de Pedro Passos Coelho?

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.