Miguel Oliveira com o 10.º tempo nos treinos livres do GP de Aragão

| Motos

|

O português Miguel Oliveira, aos comandos de uma KTM, foi o 10.º piloto mais rápido nos treinos livres do Grande Prémio da Aragão de Moto2, 14.ª prova do Mundial de motociclismo de velocidade de 2018.

Miguel Oliveira, segundo classificado do campeonato, obteve o seu melhor tempo durante a segunda sessão de treinos no circuito Motorland Aragão, em Alcañiz, com o tempo de 1.54,117 minutos, melhorando muito ligeiramente o registo da manhã (1.54,233).

O piloto português justificou o desempenho relativamente distante dos mais velozes com base numa escolha errada de pneus, a fim de simular condições aproximadas às que encontrará na sessão de qualificação, mas observou que “a equipa tem uma boa estratégia” para a prova espanhola.

“Estamos a procurar obter um pouco mais de estabilidade na roda dianteira, no momento de inserir a moto em curva. Temos de fazer uma boa qualificação. Vamos melhorar a moto o máximo possível para amanhã [sábado]”, disse Miguel Oliveira, citado pela sua assessoria de comunicação.

O alemão Marcel Schrotter (Kalex) foi o piloto mais rápido, com 1.53,570 minutos, seguido do italiano Francesco Bagnaia (Kalex), líder do Mundial da categoria intermédia, com oito pontos de vantagem sobre Miguel Oliveira, com o tempo de 1.53,754.

No sábado realiza-se a terceira sessão de treinos de Moto2, com início às 09:55 horas, e, a partir das 14:05, a qualificação para a corrida do dia seguinte, que terá luz verde às 11:20 de domingo.

A informação mais vista

+ Em Foco

Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

    O desaparecimento do jornalista saudita fragiliza a relação dos EUA com uma ditadura que lhe tem sido útil a combater o Irão e a manter os preços do petróleo.

      Na Venezuela, os sequestros estão a aumentar. Em Caracas, só este ano foram raptadas 107 pessoas.

        Faltam seis meses para a saída do Reino Unido da União Europeia. Dia 29 de março de 2019 é a data para o divórcio. A RTP agrega aqui uma série de reportagens sobre o que o Brexit pode significar.