Paulo Gonçalves vence Desafio Ruta Inca após triunfar na derradeira etapa

| Motos

|

O piloto português Paulo Gonçalves (Honda) conquistou hoje o Desafio Ruta Inca, no Peru, após vencer a terceira e derradeira etapa desta prova de preparação para o Rali Dakar, com cerca de 200 quilómetros.

O piloto português, terceiro a partir para a pista, aproveitou o trabalho de navegação do seu companheiro de equipa, o chileno Kevin Benavides, para impor uma toada mais rápida e escapar aos perseguidores.

"Saiu bem porque ganhámos. Hoje tinha uma posição de saída que podia complicar as coisas, mas o Kevin [Benavides] esteve muito bem a abrir a pista. Pude puxar e os que vinham atrás não me apanharam", começou por explicar o piloto português, em declarações à Lusa.

O piloto de Esposende referiu ainda que esta era "uma corrida com pilotos com bom ritmo" e que foi "importante" concluir esta prova de preparação para o Dakar.

Paulo Gonçalves terminou a etapa de hoje com 1:55.08 horas, deixando o australiano Toby Price, da KTM, a 2.02 minutos e o britânico Sam Sunderland (KTM) a 2.16 minutos.

Com estes resultados, o português rubricou a vitória na prova, com 2.51 minutos de vantagem sobre o austríaco Mathias Walkner (KTM), vencedor do Dakar 2018, e 8.24 minutos sobre o norte-americano Andrew Short (Husqvarna), o anterior líder.

Já o seu compatriota e cunhado, Joaquim Rodrigues Jr. (Hero), terminou a etapa de hoje em 18.º, a 33.06 minutos. O piloto de Barcelos, que na véspera sofrera uma queda que deixou uma lesão nas costas e o obrigou a abdicar da segunda parte da etapa, concluiu a prova no 28.º lugar, com uma penalização acumulada de 57 horas.

A informação mais vista

+ Em Foco

A Girl Move Academy existe há quatro anos com o objetivo de criar uma geração de mulheres líderes. É um “movimento de capacitação e investimento da mulher”.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A menos de 100 quilómetros da fronteira com a Síria, a cidade turca de Gaziantep é uma terra de tradições e sabores.

      Fotografias da autoria do artista berlinense Martin Dammann lançam luz sobre o lado mais obscuro da Wehrmacht.