Amnistia assinala mais de 500 mil pessoas executadas em 2021

por Antena 1

Em 2021, mais de meio milhar de pessoas foram executadas no mundo. Um aumento de 20 por cento face ao ano anterior, revela a Amnistia Internacional.

Além dos países que costumam fazer parte da lista dos Estados que aplicam a pena de morte, como a China e a Arábia Saudita, a organização de defesa dos Direitos Humanos mostra-se particularmente preocupada com a atuação da Federação Russa.

Apesar do aumento do número de sentenças de pena de morte e de execuções, a Amnistia Internacional considera positivos os sinais continuados de tendência global de abolição.
pub