Angola rejeita acordo com União Europeia para observação das eleições

| Mundo
Angola rejeita acordo com União Europeia para observação das eleições

A ver: Angola rejeita acordo com União Europeia para observação das eleições

O Governo angolano recusou o pedido da União Europeia para um memorando de entendimento prévio para observar as eleições gerais de 23 de agosto.

O ministro das Relações Exteriores de Angola, disse que Luanda não vai assinar qualquer memorando com a União Europeia ou outra organização internacional.

O chefe da diplomacia angolana esclareceu que nenhuma organização forçou a observação das eleições e que apenas a União Europeia, sugeriu a assinatura de um acordo.

O ministro informou que o memorando proposto pela União Europeia previa a circulação e visita dos observadores em todo o território nacional e exigia segurança, elemento com o qual o Governo angolano se comprometeu

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 260 episódios, o projeto chegou às mais diversas áreas: saúde, engenharias, astronomia, tecnologia, química, história, filosofia, desporto ou geografia.

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.