Angola rejeita acordo com União Europeia para observação das eleições

| Mundo
Angola rejeita acordo com União Europeia para observação das eleições

A ver: Angola rejeita acordo com União Europeia para observação das eleições

O Governo angolano recusou o pedido da União Europeia para um memorando de entendimento prévio para observar as eleições gerais de 23 de agosto.

O ministro das Relações Exteriores de Angola, disse que Luanda não vai assinar qualquer memorando com a União Europeia ou outra organização internacional.

O chefe da diplomacia angolana esclareceu que nenhuma organização forçou a observação das eleições e que apenas a União Europeia, sugeriu a assinatura de um acordo.

O ministro informou que o memorando proposto pela União Europeia previa a circulação e visita dos observadores em todo o território nacional e exigia segurança, elemento com o qual o Governo angolano se comprometeu

A informação mais vista

+ Em Foco

O homem que se deixa guiar mais pela racionalidade e disciplina considera que chegou o momento de “mobilizar os portugueses e com eles restabelecer a confiança num futuro melhor”.

    Na hora da despedida da liderança social-democrata, as juventudes partidárias olham para o legado do ex-primeiro-ministro, com uma pergunta em mente: se Portugal não falhou, o que dizer de Pedro Passos Coelho?

      Em entrevista ao programa Visão Global da Antena 1, o ministro dos Negócios Estrangeiros reforça o apoio ao diálogo político na Venezuela e falou sobre as relações entre Portugal e Angola.

      O ministro da Administração Interna garante em entrevista à Antena 1 que não será "nem para o ano, nem daqui por dois" que ser resolve o problema dos incêndios em Portugal.