Ataques suicidas em campo de refugiados no nordeste da Nigéria causam 16 mortos

| Mundo

Pelo menos dois ataques suicidas causaram no domingo 16 mortos num campo de refugiados na periferia de Maiguduri, capital do estado de Borno, nordeste da Nigéria, indicou hoje um porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Urgências (NEMA) nigeriana.

Segundo Abdulkadir Ibrahim, citado pela agência France Presse, duas mulheres detonaram os cintos de explosivos num campo de refugiados do conflito com o grupo extremista islâmico Boko Haram, provocando 16 mortos e numerosos feridos.

Os dois ataques ocorreram às 20:45 locais (19h45 de Lisboa) de domingo.

Tópicos:

Boko Haram, Nigéria, Urgências NEMA,

A informação mais vista

+ Em Foco

Houve aldeias ceifadas e vidas destruídas. O medo viveu ao lado de histórias de heroísmo. Contamos as estórias que agora preenchem dezenas de aldeias esquecidas, muitas pintadas a cinza.

    Jorge Paiva, botânico e professor, um dos maiores peritos da floresta, critica em entrevista à Antena 1 o desinteresse generalizado dos políticos pelos problemas da floresta.

    É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez 64 mortos mais de duas centenas de feridos. Há dezenas de deslocados.

    Nodeirinho é a aldeia mártir do incêndio de Pedrógão Grande. É uma aldeia em ruínas, repleta de casas queimadas e telhados no chão. Um cenário de desolação e dor.