Bióloga marinha norte-americana distinguida com Prémio Princesa das Astúrias da Concórdia 2018

| Mundo

A bióloga marinha norte-americana Sylvia Earle foi distinguido hoje em Oviedo (Espanha) com o Prémio Princesa das Astúrias da Concórdia 2018, pelo sua dedicação, durante mais de seis décadas, à exploração e investigação dos oceanos.

O júri do prémio distinguiu o papel da bióloga norte-americana na exploração e investigação dos oceanos, no conhecimento dos fundos marinhos e na conservação integral dos mares, que se converteram num dos desafios ambientais dos nossos tempos.

Conhecida como a "Dama das Profundidades, o seu amplo trabalho foi "fundamental" para a tomada de consciência da importância do oceanos como uma riqueza comum, em risco grave pela acumulação de plásticos e outros produtos que ameaçam a saúde humana e a biodiversidade, observa o jurado.

Tópicos:

Princesa Astúrias Concórdia Oviedo,

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma semana depois de as chamas deflagrarem em Monchique, a Proteção Civil deu o incêndio como dominado e em fase de resolução. Portugal volta a ser o país com mais área ardida na Europa.

    Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

      É um desejo antigo do Homem poder tocar as estrelas. Um feito que parece ser agora "quase" alcançável através da missão espacial solar Parker.

        Entre as 21h00 de domingo e as 8h00 de segunda-feira, o mundo viu uma chuva de Perseidas, espetáculo habitual em agosto. Nos locais mais remotos, foi possível admirar melhor o fenómeno.