Bomba da Segunda Guerra por explodir encerra aeroporto Cidade de Londres

| Mundo

|

O aeroporto Cidade de Londres foi hoje encerrado, temporariamente, após a descoberta de uma bomba da Segunda Guerra Mundial numa doca do rio Tamisa, situada a poucos metros da única pista de aterragem.

Segundo as autoridades locais, o pequeno aeroporto permanecerá encerrado enquanto durarem as operações de remoção do engenho explosivo. "Um perímetro de segurança foi introduzido como mera precaução", esclareceu em comunicado a direção do aeroporto.

O aeroporto Cidade de Londres, o mais próximo do centro da capital britânica, opera fundamentalmente voos nacionais, tendo sido inaugurado em 1988 com o intuito de facilitar o acesso ao centro financeiro da capital britânica. É considerado o quinto aeroporto do Reino Unido em movimento de passageiros e aeronaves.

Milhares de bombas caíram em Londres durante o "Blitz" liderado pela Luftwaffe, a Força Aérea Alemã, entre setembro de 1940 e maio de 1941. Nos últimos anos têm sido frequentes as descobertas de engenhos por explodir, sobretudo junto às docas do Tamisa, um dos locais mais visados pela aviação alemã.

A informação mais vista

+ Em Foco

A 15 de outubro de 2017, uma vaga de incêndios fez 50 mortos e dezenas de feridos. Reunimos aqui um conjunto de reportagens elaboradas um ano depois da catástrofe.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

        O desaparecimento do jornalista saudita fragiliza a relação dos EUA com uma ditadura que lhe tem sido útil a combater o Irão e a manter os preços do petróleo.