Bruxelas quer aumentar para 123 mil milhões de euros verba para Ação Externa em 2021-2027

| Mundo

|

A Comissão Europeia propôs hoje um aumento de 30% na verba para os 123 mil milhões de euros na verba prevista para a Ação Externa da União Europeia no quadro financeiro plurianual (QFP) 2021-2027.

A Comissão Europeia quer aumentar o financiamento da Ação Externapara os 123 mil milhões de euros no próximo orçamento plurianual, uma aumento de 30% face aos 94,5 mil milhões inscritos no QFP em vigor, que termina em 2020.

A maior parte da verba (89,2 mil milhões de euros) é alocada para o Instrumento para a Vizinhança, desenvolvimento e Cooperação Internacional, que tem um pilar geográfico (países vizinhos e África subsaariana), um pilar temático (direitos humanos e democracia, estabilidade, etc.) e um outro de resposta rápida (para resposta a crises e apoio de prevenção de conflitos).

O orçamento da ação externa da UE, segundo um comunicado da Comissão Europeia, "é o principal instrumento para o apoio a países terceiros nas suas transformações políticas e económicas para a sustentabilidade, a estabilidade, a consolidação da democracia, o desenvolvimento socioeconómico e a erradicação da pobreza".

A UE é o principal doador internacional.

Tópicos:

Ação Externapara,

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

    É um desejo antigo do Homem poder tocar as estrelas. Um feito que parece ser agora "quase" alcançável através da missão espacial solar Parker.

      Entre as 21h00 de domingo e as 8h00 de segunda-feira, o mundo viu uma chuva de Perseidas, espetáculo habitual em agosto. Nos locais mais remotos, foi possível admirar melhor o fenómeno.

        Uma semana depois de as chamas deflagrarem em Monchique, a Proteção Civil deu o incêndio como dominado e em fase de resolução. Portugal volta a ser o país com mais área ardida na Europa.