Retrato de carência na Venezuela em dia de novos protestos

| Mundo
Retrato de carência na Venezuela em dia de novos protestos

O autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, convocou para esta terça-feira estão marcadas novas ações de protesto na Venezuela. O dia a dia é de carência generalizada.

O objetivo é manter a pressão sobre os militares, para que estes permitam a entrada de ajuda humanitária no país.
O jornalista da Antena 1 Nuno Amaral testemunhou o quotidiano venezuelano.

Movimentos próximos do regime também anunciaram para esta terça-feira ações de rua de apoio ao Presidente Nicolás Maduro.

Na segunda-feira, o autoproclamado presidente interino da Venezuela disse ter distribuído a primeira carga de ajuda humanitária.

Juan Guaidó deixou-se fotografar junto dessa ajuda humanitária, mas não especificou de onde chegou esse apoio.

Nicolás Maduro afirma, por seu turno, que se trata de um espetáculo organizado pelos Estados Unidos para o afastar do poder.

A informação mais vista

+ Em Foco

Um "cemitério de dinossauros" descoberto na Argentina, com 220 milhões de anos apresenta fósseis de uma dúzia de animais.

    Um dia que ficará para a história. O dia em que um dos monumentos mais emblemáticos do Mundo foi apanhado pelo fogo.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.