Cidade da Beira limpa já as feridas deixadas pelo Ciclone Idai

| Mundo
Cidade da Beira limpa já as feridas deixadas pelo Ciclone Idai

Foto: Tiago Petinga - Lusa

Apesar dos danos sem precedentes, as operações de limpeza, restauro e circulação das vias na cidade da Beira já se fazem sentir. Medidas necessárias para fazer chegar a ajuda quer governamental, quer estrangeira que chega a Moçambique.

O próprio Governo já mostrou a sua satisfação face à resposta da comunidade internacional. São vários os países e organizações humanitárias têm enviado ajuda para as vítimas do ciclone.

Em conferência de imprensa, esta manhã, o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique, revela que têm chegado ao país, produtos alimentares, produtos de higiene, vestuário, água e medicamentos.

Mas apesar desta ajuda grande parte da população continua sem abastecimento elétrico, acrescendo o problema da falta de produtos básicos inflacionando os existentes.

Exemplo disso, como relata o correspondente da Antena 1, Pedro Martins, é o preço do pão, que já custa o dobro do valor que era praticado antes do ciclone.

Um outro produto bastante inflacionado é o preço das velas, essenciais numa região onde a luz não existe.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Apesar de terem passado pouco mais de 24 horas desde a partida de Cabo Canaveral, no espaço os minutos para Neil, Edwin e Michael parecem horas.

    Ouvido pela RTP, o artista chinês mostra-se convicto de que Hong Kong e Macau não serão, no futuro, controlados pela China.

    Começa a legislatura do Parlamento Europeu saído das últimas eleições. Conheça aqui os eurodeputados portugueses e as suas prioridades.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.