Comando Militar na Guiné-Bissau não responde à ONU

por Fernando Teixeira Gomes

O Comando Militar, que tomou o poder pela força das armas na Guiné-Bissau, ainda não reagiu à reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas que pode em breve decidir o envio de uma força de intervenção para aquele país.

pub