Comissão Europeia critica amnistia para governantes corruptos na Roménia

| Mundo
Comissão Europeia critica amnistia para governantes corruptos na Roménia

A ver: Comissão Europeia critica amnistia para governantes corruptos na Roménia

O Presidente da Comissão Europeia insurgiu-se contra a amnistia de casos de corrupção na Roménia.

Jean-Claude Juncker disse que a amnistia será um passo atrás no respeito pelo Estado de Direito na União Europeia e exigiu que o país abandone a lei concebida para amnistiar o líder do partido no Governo.

A proposta do Partido Social Democrata, que lidera o Governo romeno, prevê a amnistia de condenações que resultaram do uso abusivo de escutas ou outros meios pelas autoridades do país.

A lei pode retirar a condenação de vários tipos de casos, incluindo o que envolveu o líder do próprio PSD da Roménia, Liviu Dragnea, condenado por fraude eleitoral e atualmente impedido de ser primeiro-ministro.

Jean-Claude Juncker não deixou passar o assunto e durante uma das conferências de imprensa de arranque da presidência romena do conselho europeu, avisou Bucareste.

A informação mais vista

+ Em Foco

Francisco Veloso, reitor da Imperial College Business School, traça cenários após a rejeição do acordo.

O satélite natural da Terra mostrou-se grande e vermelho. A primeira Super Lua de 2019 foi vista em todo o mundo.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.