Reportagem
|

Covid-19. A situação ao minuto do novo coronavírus no país e no mundo

por RTP

Lusa

Portugal regista mais sete mortos e 413 novos casos, dos quais 317 na região de Lisboa e Vale do Tejo. A nível mundial, registou-se hoje o número mais elevado de casos em 24 horas. Em Espanha, quase 200 mil pessoas voltam ao confinamento, enquanto Inglaterra segue em direção oposta, com a abertura de pubs, restaurantes e cabeleireiros.

Mais atualizações

23h30 - Trump diz que Estados Unidos vão recuperar em breve da "praga da China"

O presidente norte-americano, Donald Trump, disse hoje que os Estados Unidos irão recuperar em breve da “praga da China”, em referência à pandemia da covid-19, num vídeo divulgado para marcar o feriado do 4 de julho, Dia da Independência.

“A Melania e eu gostávamos de desejar a todos no nosso grande país um muito muito feliz 4 de julho. É uma data especial, é uma data que celebra muitas coisas diferentes, mas mais do que qualquer outra coisa a liberdade”, começa por dizer Donald Trump, num vídeo hoje divulgado na conta oficial da Casa Branca na rede social Twitter.

O presidente norte-americano refere que “há quatro meses” os Estados Unidos batiam “recordes em qualquer área”.

“Tínhamos os melhores números de desemprego, os melhores números de emprego e os melhores números da bolsa que alguma vez tivemos. Estávamos a fazer melhor do que alguma fez algum país tinha feito, e fomos atingidos por esta terrível praga da China. E agora estamos perto de vencê-la. O nosso país vai recuperar”, afirmou.

22h50 - Brasil regista mais 37.923 casos e 1091 mortes

No total são 1,577004 casos confirmados e 64.265 mortes.

22h40 - Grécia prolonga confinamento dos campos de migrantes apesar das críticas

A Grécia prolongou hoje, pela quinta vez, o confinamento imposto aos campos de migrantes no território, apesar de alegações de que o Governo está a usar a pandemia de covid-19 para lhes limitar os movimentos.

O confinamento dos campos de refugiados, que começou em 21 de março, foi prolongado até 19 de julho, indicou o Ministério das Migrações grego.

No quadro deste confinamento, os migrantes não estão autorizados a sair dos campos, mas entre as 07h00 e as 21h00, são permitidas saídas de grupos de menos de 10 pessoas, ao ritmo de um máximo de 150 pessoas por hora.

22h20 - Mais de 527 mil mortos e mais de 11,1 milhões de casos em todo o mundo

Pelo menos 527.241 pessoas morreram em todo o mundo devido à pandemia do novo coronavírus, desde que este surgiu, em dezembro na China, segundo um balanço da Agência France Presse, às 20h00, a partir de dados oficiais.

Mais de 11.145.640 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da pandemia, dos quais pelo menos 5.727.400 foram considerados curados.

22h00 - Setor do turismo enfrenta um colapso em Lisboa

As quebras desde abril situam-se acima dos 90%.


21h50 - Algarve já começou a contar com turistas espanhóis



21h30 - BE quer reforma nos apoios aos trabalhadores sem acesso ao subsídio de desemprego



21h10 - ACT aumentou inspeções aos estaleiros de obras na zona de Lisboa

A Autoridade para as Condições do Trabalho aumentou as inspeções aos estaleiros de obras na zona de Lisboa. A taxa de incidência de casos positivos de Covid-19 entre os trabalhadores das obras é de 8 por cento, e as associações do setor querem uma plataforma eletrónica para controlar os movimentos das centenas de trabalhadores que circulam pelo país.


21h00 - Governo admitiu que transportes públicos podem mesmo ser pontos de contágio

Até agora, o ministro dos Transportes negou que exista sobrelotação, apesar das constantes queixas dos utentes e de imagens recolhidas pela RTP, e a própria ministra da Saúde foi ao Parlamento afirmar que "os transportes públicos não estão associados a nenhum dos novos casos de infeção".


20h40 - A análise de Silva Graça à exclusão de Portugal dos países seguros para o Reino Unido


20h30 - Portugal quer que Reino Unido aplique quarentena apenas a quem regressa de Lisboa

A proposta foi adiantada por Augusto Santos Silva na RTP, que voltou a considerar absurda a decisão de não colocar Portugal na lista de países seguros.


20h06 - OMS vai descontinuar uso de hidroxicloroquina em pacientes hospitalizados

A Organização Mundial da Saúde vai descontinuar a utilização de hidroxicloroquina e de lopinavir/ritonavir no tratamento de pacientes hospitalizados com covid-19, pela falta de evidências da redução da mortalidade de pacientes infetados, foi hoje anunciado.

De acordo com um comunicado divulgado, a OMS “aceitou hoje a recomendação do Estudo de Solidariedade do Comité de Direção Internacional para descontinuar” os testes de hidroxicloroquina e de lopinavir/ritonavir.

“Os resultados interinos dos testes demonstram que a hidroxicloroquina e a lopinavir/ritonavir diminuem pouco ou nada a mortalidade de pacientes com covid-19 hospitalizados, comparando com os tratamentos convencionais”, explicita a nota publicada na página na internet da OMS, acrescentando que os investigadores vão interromper os tratamentos com estes medicamentos “com efeito imediato”.

A Organização Mundial da Saúde também dá conta de que, para cada um dos medicamentos, “os resultados interinos não apresentam evidências sólidas de um aumento da mortalidade” destes pacientes.

19h46 - Moçambique anuncia sétima morte e cumulativo de 969 casos

Moçambique anunciou hoje mais uma morte provocada pelo novo coronavírus, elevando o total para sete desde o início da pandemia, de acordo com comunicado do Ministério da Saúde.

A sétima vítima mortal é um homem de 58 anos residente na província de Tete, centro do país, que esteve internado devido a várias doenças graves e posteriormente, em 29 de junho, foi-lhe diagnosticada covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

19h37 - Reino Unido regista 67 mortos e 624 novos casos

O Reino Unido registou 67 mortes nas últimas 24 horas, elevando para 44.198 o total de vítimas mortais desde o início da pandemia covid-19, anunciou hoje o Ministério da Saúde britânico.




19h25 - DGS reitera transparência e rigor sobre os números da covid-19

Em nota enviada às redações esta tarde e na sequência de uma notícia da edição deste sábado do Expresso, a DGS afirma que se tem pautado “por uma relação de rigor e transparência nos relatórios diários, comunicações, conferências e entrevistas”.

Adverte que “o sistema nacional de vigilância epidemiológica (SINAVE), que é utilizado para contabilizar os casos de COVID-19, depende da notificação atempada pelos médicos e laboratórios que identificam os casos em todo o território nacional”.



A Direção-Geral de Saúde diz que todas as notificações são analisadas “diariamente para garantir a validade dos dados de modo a suportar as intervenções em Saúde Pública” e que todos os dias há um processamento que visa “agregar os dados clínicos e laboratoriais à mesma pessoa, confirmar o estado de doente COVID-19 e identificar duplicados”.

“Posteriormente estes dados são ainda sujeitos a um controlo de qualidade antes da publicação do relatório de situação epidemiológica”, refere o comunicado.

19h00 - Organização Mundial de Saúde regista recorde diário de novos casos

A OMS registou 212,326 novos casos de infeção por coronavírus em 24 horas, um recorde de registos diários.

Os maiores aumentos registaram-se nos EUA, Brasil e India.

18h30 - Itália regista 21 mortes e 235 novos casos de contágio

A Itália registou 21 mortes associadas à covid-19 nas últimas 24 horas, o que eleva o total de vítimas mortais para 34.854 desde 21 de fevereiro, informou hoje a Proteção Civil.

Desde sexta-feira foram registados mais 235 casos de contágio, o pior número desde 26 de junho, e isso tendo em conta que foram realizados 51 mil testes, quando chegaram a ser realizados mais de 70 mil. O número total de casos é de 241.419.

O número de recuperados desde o início da emergência é de 191.944, ou seja, mais 477 em 24 horas e o número atual de doentes desceu para 14.621 (-259).

17h25 - Tenista Frances Tiafoe com teste positivo em Atlanta

O tenista norte-americano Frances Tiafoe, 81.º classificado do 'ranking' mundial, testou positivo à covid-19, anunciou hoje a organização de um torneio de exibição em Atlanta, nos Estados Unidos.

Segundo a organização, Tiafoe, que tinha batido Sam Querrey na primeira ronda, na sexta-feira, começou a sentir sintomas de covid-19 após essa partida, tendo sido testado.

O jogador, de 22 anos, não vai seguir em prova, sendo substituído por Christopher Eubanks, passando agora a estar sob supervisão médica e em quarentena, explicou através da rede social Instagram.


16h55 - Hospitalizações por Covid-19 atingem número recorde no Arizona

O número de infeções Covid-19 no Estado norte-americano do Arizona aumentaram em 2.695 este sábado, totalizando já os 94.553 infetados. Mas as hopitalizações devido a sintomas graves da infeção aumentaram exponencialment para um recorde de 3.113 (mais 100 do que ontem).

Cerca de 90 por cento das camas em Unidades de Cuidados Intensivos para adultos estavam ocupados na sexta-feira.

16h43 - República Dominicana bate novo recorde de casos diários na véspera de eleições

A República Dominicana registou nas últimas 24 horas 1.036 novos casos de covid-19, o maior número reportado num só dia no país, onde o total de infetados subiu para 36.184 na véspera das eleições gerais de domingo.

Segundo o Ministério da Saúde dominicano, no mesmo período foram registadas 11 mortes, o que eleva para 786 o total de óbitos. O anterior maior número de novos casos diários tinha sido um dia antes, com 951.

16h36 - Trump aprova extensão temporária do fundo de emergência ao comércio

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aprovou uma nova lei que permite a extensão temporária do subsídio de emergência para os pequenos comerciantes afetados pela pandemia do novo coronavírus, noticia a agência Associated Press (AP).

Segundo a AP, a nova lei prolonga o programa, que terminou a 30 de junho, até 09 de agosto.

Cerca de 130 mil milhões dos 660 mil milhões de dólares (cerca de 115.650 milhões dos 587.139 milhões de euro) destinados ao programa continuam disponíveis para os pequenos comerciantes elegíveis que procuram diretamente os subsídios federais para o pagamento aos respetivos funcionários e para outras despesas, como a renda dos estabelecimentos comerciais.

16h28 - Comunidade de Aprendizagem das Cerejeiras testa autonomia no ensino à distância

A Comunidade de Aprendizagem das Cerejeiras, no concelho de Penela, distrito de Coimbra, procurou aplicar os princípios da autonomia e da criatividade ao ensino à distância.

Projetos educativos experimentais que tiveram de se adaptar à pandemia.

Estas aulas, da Comunidade de Aprendizagem das Cerejeiras, terminam no dia 10.

16h20 - Fabricante automóvel INEOS suspende investimento em Estarreja devido à crise da pandemia

A INEOS Automotive, empresa do ramo automóvel, transmitiu à Câmara de Estarreja que vai suspender o investimento de 300 milhões de euros numa fábrica no concelho, revelou hoje fonte municipal.

"A empresa transmitiu à Câmara Municipal de Estarreja a difícil decisão de suspender o investimento", informa a autarquia, na sua página na Internet.

De acordo com o que foi transmitido pelo grupo britânico, a suspensão deve-se a uma reavaliação das opções, "face à crise provocada pela pandemia da covid-19".

A INEOS aponta que foi forçada a rever o investimento previsto, face "à mudança de paradigma, devido à diminuição da produção regular dos fabricantes de automóveis na Europa".

O CEO da Ineos Automotive, Dirk Heilmann, justificou que "o novo cenário permitirá à INEOS produzir o Grenadier numa unidade industrial já em funcionamento".

O grupo inglês INEOS Automotive anunciou em janeiro que iria fabricar um novo veículo 4x4, o "Grenadier", cujo chassi e carroçaria seriam produzidos em Estarreja, num investimento de 300 milhões de euros.

Para o presidente da Câmara de Estarreja, Diamantino Sabina, a decisão "constitui um duro golpe para o Município" e "um revés naquilo que poderia ser um salto qualitativo em termos económicos e sociais".

"A covid-19, neste caso, foi-nos fatal, neste caso, mas não podemos esmorecer", disse, referindo que o Eco Parque Empresarial de Estarreja "continua a registar uma procura considerável".

16h10 - Inglaterra reabre `pubs` e cabeleireiros

A reabertura de 'pubs', restaurantes, cabeleireiros e cinemas iniciada hoje em Inglaterra é o maior levantamento de medidas de confinamento no país nos últimos três meses. No entanto, o número de casos permanece elevado.

Na sexta-feira morreram 137 pessoas no Reino Unido, vítimas do novo coronavírus, a maioria das quais em Inglaterra, elevando o total de óbitos para 44.131, o número mais elevado em toda a Europa e que fica apenas atrás dos Estados Unidos e do Brasil a nível mundial.

Ainda assim, o primeiro-ministro, Boris Johnson, garante que a decisão de aligeirar as medidas de confinamento tem por base provas científicas e que as pessoas estão “consideravelmente menos dispostas a manterem-se demasiado próximas”.

A nova fase surge uma semana depois de os britânicos terem invadido os areais das praias numa onda de calor, desrespeitando o distanciamento social. Uma experiência que levanta alertas para os efeitos que a reabertura, sobretudo de ‘pubs’ e um potencial aumento de consumo de álcool podem provocar.

16h06 - Florida com novo recorde de casos diários

No Estado da Flórida contabilizaram-se mais 11.458 novas infeções este sábado, atingindo um novo recorde de casos neste Estado norte-americano.

15h56 - Novo ano escolar pode arrancar de três formas diferentes devido à evolução da Covid-19

Há três cenários desenhados para o regresso dos alunos às escolas no próximo ano lectivo.

A evolução da pandemia vai determinar o funcionamento das escolas.

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues prefere aulas presenciais, mas não descarta um modelo misto e outro apenas digital.

15h30 - Melbourne coloca milhares em confinamento após surto de centenas de casos

Milhares de residentes em Melbourne, na Austrália, começam hoje um período de confinamento de cinco dias, uma medida das autoridades para conter a pandemia da covid-19, depois do surgimento de novos casos na segunda maior cidade do país.

Segundo a AFP, centenas de polícias foram deslocados para fazer cumprir as medidas em nove torres de habitação, depois de terem sido descobertos 108 novos casos de coronavírus no estado de Victoria, no sudeste da Austrália, o que configura um crescimento diário recorde de novos casos, em meses.

"Há muitas, muitas pessoas vulneráveis que vivem nessas torres", sublinhou hoje o primeiro-ministro daquele estado, Daniel Andrews, à comunicação social, acrescentando que alguns regressam a casa no final do dia, sabendo que não podem voltar a sair durante os próximos cinco dias.

As novas medidas de confinamento na região norte de Melbourne representam um "grande desafio logístico", segundo as autoridades, incluindo o envio de alimentos a cerca de três mil habitantes e a alocação de pelo menos 500 polícias por turno.

"A principal prioridade é detetar cada caso em cada uma das torres, para evitar uma explosão de infeções", acrescentou Annaliese van Diemen, diretora adjunta de saúde pública do estado de Victoria.

Para conter a epidemia, o primeiro-ministro estadual anunciou na terça-feira que cerca de três dezenas de quarteirões de Melbourne entrariam em confinamento, uma medida que abrange mais de 300 mil habitantes da cidade, que tem no total cinco milhões, e que deve permanecer em vigor até 29 de julho.

15h22 - Uso de máscara obrigatório no Irão a partir de domingo

O presidente do Irão, Hassan Rohani, anunciou que passa a ser obrigatório o uso de máscara de proteção facial a partir de domingo, em locais públicos cobertos. O país que registou 148 novas mortes este sábado, sendo um dos territórios do Médio Oriente mais afetados pela pandemia.

Após uma reunião do Comité de Combate à Pandemia, Rohani anunciou a entrada em vigor da nova medida, afirmando, segundo a agência France-Presse (AFP), que "a partir de amanhã [domingo] será necessário usar uma máscara se se pretender entrar num local coberto".

Desde o final de junho, o Ministério da Saúde do Irão tem em curso a campanha "Eu uso uma máscara" para incentivar os iranianos protegerem-se contra o vírus.

Segundo último boletim diário iraniano, o número total de vítimas subiu para 11.408 mortos e para 237.878 casos de infeção (mais 2.449 do que ontem).

15h08 - Diagnosticado caso positivo na ilha açoriana das Flores

Os Açores registaram nas últimas 24 horas um caso positivo de covid-19 na ilha das Flores, um homem de 39 anos "proveniente de ligação aérea com o território continental", informou a Autoridade de Saúde Regional.

14h53 - Governo dos Açores quer `aperfeiçoar` medidas para cenários de emergência

O Governo dos Açores tem "em curso" um trabalho jurídico para o "aperfeiçoamento de soluções" como aquelas que foram aplicadas durante o período de estado de emergência, devido à covid-19, anunciou hoje o presidente do executivo regional.

O presidente do Governo açoriano falava na cerimónia de inauguração da ampliação do quartel da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários das Lajes do Pico, integrada na visita estatutária do executivo àquela ilha.

Segundo Vasco Cordeiro, o Governo Regional tem em curso um trabalho que se "centra sobretudo na componente jurídica e legal", e no próprio regime jurídico de proteção civil dos Açores, que procurará "prever" os "instrumentos adequados para fazer face a situações" como a pandemia da covid-19.

"Estamos a falar do aperfeiçoamento de soluções que vigoraram no período do estado de emergência, até soluções que têm a ver com o próprio núcleo `competencional` e até sancionatório daquilo que são as determinações da autoridade regional de saúde e não só", declarou o presidente do executivo, sem entrar em pormenores.

Vasco Cordeiro afirmou que o trabalho se enquadra nas "lições" a retirar no âmbito da covid-19, ressalvando que "provavelmente" este trabalho legal não estará concluído até ao final da legislatura, que termina este ano.

14h27 - Mais 7 mortos e 413 novos casos em Portugal

O boletim diário da Direção-Geral da Saúde indica que se registaram mais sete vítimas mortais, mais 413 casos de infeção e 348 casos de recuperação da Covid-19, nas últimas 24 horas.

Dos doentes com Covid-19 estão, neste momento, 489 internados em enfermarias e 73 em unidades de Cuidados Intensivos. Há ainda 31.486 casos em vigilância.

Os dados atualizados este sábado contabilizam já um total de 1605 mortos e 43.569 casos de infeção provocada pelo novo coronavírus, em Portugal.

14h01 - Portugueses retidos em Cabo Verde devido à pandemia

Dezenas de portugueses estão ainda retidos no arquipélago de Cabo Verde devido à suspensão dos voos comerciais por causa da pandemia. A RTP contactou a embaixada portuguesa na Cidade da Praia que anuncia estar a ser agendado um voo de repatriamento.


13h40 - Há erros na contagem de casos postivos em Portugal

A Direção-Geral da Saúde não está a contabilizar todos os casos de Covid-19. Desde 6 de junho que um quarto dos concelhos país não registam nenhuma nova infeção, apesar de continuarem a chegar doentes aos hospitais. É o caso do S.João, no Porto, e da Unidade Local de Saúde de Matosinhos.

E a própria ministra da saúde admitiu ontem um erro na contagem de infetados.

13h28 - Pandemia ultrapassa os 11 milhões de casos no mundo

A pandemia do novo coronavírus provocou pelo menos 526.663 mortos em todo o mundo e ultrapassou os 11 milhões de casos desde o início da pandemia, segundo um balanço feito pela agência France Presse, a partir de fontes oficiais.

13h16 - Total de mortos do surto em lar de Reguengos de Monsaraz sobe para nove

A morte de uma idosa de 87 anos, que se encontrava internada no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), aumentou para nove o total de vítimas mortais do surto de covid-19 de Reguengos de Monsaraz, informou hoje o município.

O nono óbito foi divulgado hoje pela Autoridade Municipal de Proteção Civil, na atualização da situação epidemiológica do concelho de Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora.

12h14 - Novas medidas de combate à Covid no Irão

Iranianos sem máscaras não terão acesso a serviços do Estado e os locais de trabalho que não cumpram os protocolos de saúde serão fechados por uma semana.

11h12 - Índia regista maior aumento de sempre no país de novos casos do novo coronavírus

A Índia registou nas últimas 24 horas mais de 22 mil novos casos do novo coronavírus e 442 mortes.

10h48 - Catalunha confina de urgência cerca de 200 mil pessoas devido a aumento de casos de Covid-19

As autoridades da Catalunha decidiram avançar para o confinamento da região de Segrià a partir do meio dia de hoje devido ao aumento de casos de Covid-19.

Foi ainda pedido às autoridades que multem os cidadãos que não cumpram a medida.

A zona afetada agrupa 38 municípios entre eles a cidade de Lérida.

Estará agora confinada uma zona com cerca de 1400 quilómetros quadrados.

Quim Torra anunciou a medida depois de uma reunião de mais de uma hora com as autoridades que estão a acompanhar o evoluir da pandemia.

O número de pessoas que deram entrada no hospital de Lérida triplicou nos últimos dez dias.

Segundo os dados mais recentes da situação epidemiológica em Espanha, divulgados na sexta-feira, as autoridades sanitárias espanholas dão conta, desde o início da crise pandémica, de que foram reportados 250.545 casos de infeção, que provocaram 28.385 mortes.

Os mesmos dados referem que, ao longo da última semana, a Catalunha registou um total de 834 novos casos, enquanto Madrid contabilizou 329.

09h44 - Tóquio com aumento de casos faz apelo a habitantes da cidade

O governador de Tóquio apelou aos cidadãos para que não saíssem da cidade este fim-de-semana de forma a impedir a propação do novo coronavírus.

Tóquio registou nas últimas 24 horas mais 131 novos casos do novo coronavírus, o valor máximo dos últimos dois meses.

A maior parte são jovens com idades entre os 20 e 30 anos.

09h43 - Indonésia reporta 1.447 novos casos e 53 vítmas mortais

09h35 - Analista brasileiro alerta para risco de quase 110 mil mortos até agosto

Com a curva de infeção por covid-19 ainda em ascensão e o regresso do contacto social estimulado pela reabertura económica em muitas cidades do Brasil, o país poderá registar perto de 110 mil mortes até no início de agosto.

A projeção é feita por Domingos Alves, especialista em modelagem computacional e porta-voz de um grupo de cientistas das Universidades de São Paulo (USP), que recolhem e monitorizam dados sobre a pandemia e disponibilizam estas informações num site denominado Covid-19 Brasil.

"Nós fazemos várias projeções sobre casos, óbitos e novas infeções e o nosso portal aponta é que o número de casos e o número de óbitos vai crescer nas próximas semanas. Isto difere do que o Governo Federal vem trazendo a público ao dizer que a nossa curva está achatando", disse Alves.

09h22 - Austrália limita chegadas internacionais de Sydney a 50 passageiros por avião

Voos do estrangeiro e com destino ao aeroporto internacional de Sydney, na Austrália, não podem viajar com mais de 50 passageiros, segundo novas medidas que entraram hoje em vigor no país por causa da pandemia de covid-19.

As autoridades regionais do estado Nova Gales do Sul, cuja capital é Sydney, impuseram um limite de chegada de 450 passageiros por dia, obrigando muitas companhias aéreas a manter a suspensão de rotas.

08h41 - Rússia regista mais 6632 novos casos de Covid-19, para um total de 674.515.

168 pessoas morreram nas últimas 24 horas

08h39 - EUA bate recorde diário de casos com mais de 60 mil infetados em 24 horas

08h38 - China com o registo de três novos casos de Covid-19, sendo que apenas um se trata de contágio local

08h37 - Liga grega de futebol regista primeiro caso positivo de Covid-19

08h30 - PR com críticas sobre a decisão do Reino Unido de ter deixado Portugal de fora da lista de países com autorização de entrada

Marcelo Rebelo de Sousa recorda que Portugal já apoiou Reino Unido em momentos difíceis.

08h20 - Brasil ultrapassa 1,5 milhões de casos de infeção

08h14 - Mais de 70 por cento dos portugueses consideram "muito importante" a Liga dos Campeões em Portugal

08h10 - Rui Rio considera que as "reuniões do Infarmed começam a ter pouca utilidade"

Portugal registou esta sexta-feira mais 11 mortos, mais 374 casos confirmados e mais 327 casos de pessoas que recuperaram. De acordo com a DGS, desde o início da pandemia Portugal teve 43156 casos de infeção por Covid-19.

Com mais 11 vítimas mortais, Portugal regista nesta altura 1598 vítimas mortais de Covid-19.

Há a referir que do total de infetados confirmados, 28424 recuperaram.

O número de pessoas internadas diminuiu. Passou de 510 para 495. Também baixou o número de pessoas em cuidados intensivos. Ontem eram 77, hoje 72 pessoas.

Na distribuição dos novos casos, Lisboa e Vale do Tejo continua a registar o maior número, com mais 300 casos. Segue-se o norte do país, com mais 40, o centro com mais 16, o Algarve com mais 10 e o Alentejo com mais 8.

A DGS alerta no entanto que "os dados referentes à ARSLVT têm como fonte os dados agregados dos respectivos ACES. Optou-se por esta fonte porque a não notificação laboratorial no SINAVE LAB por um parceiro privado em 3 dias da semana em curso originou cerca de 200 notificações cuja distribuição ainda carece de nálise".