Reportagem
|

Covid-19. A situação ao minuto do novo coronavírus no país e no mundo

por RTP

Lusa

Acompanhamos aqui todos os desenvolvimentos sobre a propagação do SARS-CoV-2 à escala internacional.

Mais atualizações

VEJA A INFOGRAFIA COM TODOS OS DADOS ATUALIZADOS DA SITUAÇÃO EM PORTUGAL. CLIQUE AQUI


22h45 - Situação de rutura nos hospitais: "Começamos a ver os recursos a esgotarem-se"

Em declarações ao 360º, na RTP3, João Gouveia, presidente da Sociedade Portuguesa de Cuidados Intensivos, salienta a situação vivida com stress psicológico e dificuldades de comunicação em contexto de cuidados intensivos. O responsável diz mesmo que se começa a ter "recursos a esgotarem-se perante a procura".

Já o médico pneumologista António Diniz apela aos portugueses para que cumpram as medidas em vigor, alertando que a situação não consegue ser resolvida ou controlável "a montante", ou seja, nos hospitais. No entanto, considera que as medidas aplicadas pelo Governo não são suficientes e vieram tarde.

Ambos os médicos criticaram a falta de clareza de comunicação e discurso por parte dos governantes e alertam que a escassez de recursos no SNS aplica-se não só no combate à Covid-19, mas também na resposta a todas as outras patologias.

21h30 - Europa regista números cada vez mais preocupantes

A Áustria vai entrar em confinamento total e a Espanha começou com os testes rápidos em larga escala à Covid-19.

O continente europeu tem números cada vez mais preocupantes e está a apertar as medidas restritivas.


21h02 - Boris Johnson em isolamento após contacto com caso positivo

O primeiro-ministro britânico está em isolamento após ter estado em contacto com uma pessoa que testou positivo mas não apresenta, para já, qualquer sintoma de Covid-19. De recordar que Boris Johnson já esteve doente com o novo coronavírus, tendo mesmo estado internado.

20h59 - Angola com mais 77 casos

As autoridades de saúde angolanas reportaram hoje 77 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e nenhuma morte, totalizando agora 13.451 positivos e 322 óbitos.

20h54 - Um lar especial em Portimão

Neste lar vivem 115 idosos em comunidade, como se de uma aldeia se tratasse. As famílias se mantêm juntas e os idosos podem circular sem restrições. Até agora neste lar não houve ainda qualquer caso de Covid-19.


20h30 - GNR com ações de fiscalização e sensibilização em todo o país

Os militares da GNR estão nas estradas portuguesas para fiscalizar o recolher obrigatório.


18h48 - França regista mais 302 mortes

Nas últimas 24 horas registaram-se mais 302 mortos e 27.228 novos casos confirmados.

18h45 - Doentes jovens e de baixo risco apresentam sequelas quatro meses depois

Doentes jovens que eram saudáveis e não faziam parte dos grupos de risco elevado da Covid-19 ficaram com sequelas da doença e danos em vários órgãos quatro meses depois de terem sido infetados pelo novo coronavírus.

De acordo com um novo estudo, o cansaço, a falta de ar e dores são alguns dos sintomas que permanecem durante um longo período de tempo nestes doentes.

18h18 - Dez infetados no Centro Hospitalar do Oeste

O conselho de administração do Centro Hospitalar do Oeste anunciou este domingo a "existência de um surto de Covid-19", com dez infetados, entre funcionários e doentes, número que pode subir, pois faltam os resultados dos restantes testados.

Segundo a nota enviada à agência Lusa assinada pela presidente do conselho de administração, Elsa Baião, o primeiro caso foi detetado na sexta-feira, depois do resultado positivo de um doente internado, que tinha testado negativo anteriormente.

16h13 - Reino Unido regista 168 mortes

Nas últimas 24 horas o Reino Unido registou mais 168 mortes, bastante abaixo do número de sábado (em que houve mais 462 óbitos). Quanto ao número de novos casos, registaram-se mais 24.962 casos, ligeiramente abaixo do dia anterior, em que houve mais 26.860 novos casos.

15h54 - Itália com mais 546 mortes e 33.979 novos casos

Nas últimas 24 horas, Itália registou mais 546 óbitos e 33.979 novos casos de infeção.

15h30 - Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano com 26 profissionais infetados

A Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano identificou 26 profissionais de saúde infetados pelo novo coronavírus, no âmbito do seu programa de testagem de colaboradores.

14h55 - Movimento SOS Autocarros de Turismo volta a pedir alívio na carga fiscal

Nesta altura, e com poucos turistas estrangeiros em Portugal, há dois mil postos de trabalho em risco. Algumas empresas já começaram a despedir.


14h45 - Agências de viagens com quebras de faturação acima dos 90%

O setor queixa-se de quebras de faturação acima dos 90 por cento e aponta erros nas medidas do Governo.


14h35 - Morreu mais uma pessoa no Lar de Caminha

São já quatro os utentes que não resistiram à Covid-19. Há 59 pessoas infetadas, entre elas 24 funcionárias, o que leva o autarca local a fazer um apelo desesperado.


14h20 - Portugal com 76 mortos e 6035 novos casos de covid-19

Há mais 131 pessoas internadas (2929 no total) e mais duas em cuidados intensivos (total de 415 pessoas).

O mais recente boletim epidemiológico aponta para 6035, o terceiro dia consecutivo com mais de seis mil casos. O número total de infetados desde o início da epidemia sobe para 217.301 casos.

Há 76 mortos registados em 24 horas, elevando o número de vítimas mortais para 3.381 casos.

O Norte continua a ser a região mais afetada, com mais 4.022 casos e 44 mortos. Lisboa e Vale do Tejo regista 1.137 novos casos e 19 mortos em 24 horas.

Há 2.549 pessoas que recuperaram da doença.

O número de casos ativos sobe em 3410 casos, para um total de 88.854 casos ativos.

13h50 - PSP elogia comportamento dos portugueses no primeiro sábado de recolher obrigatório

Este domingo, muitas pessoas aproveitaram o sol em Lisboa para sair de casa, para passear ou fazer exercício. As esplanadas na zona ribeirinha estavam repletas.


13h20 - Hospital de S. João deve elevar plano de contingência para nível mais grave

Hospital de S. João, no Porto, esgotou a capacidade de resposta a doentes que precisem de ECMO. São os mais graves que necessitam de um equipamento que substitui o coração e os pulmões. Quatro doentes foram transferidos para Lisboa. Esta manhã, o hospital conseguiu reabrir uma cama com ECMO.

Ao longo da próxima semana, deverá elevar o plano de contingência para o nível 4, o mais grave de todos.


12h57 - GNR termina festa em Almada com cerca de 30 pessoas

A GNR anunciou hoje que terminou uma festa que reunia cerca de 30 pessoas em desrespeito das normas referentes ao combate à covid-19, tendo ainda identificado uma mulher de 40 anos, no concelho de Almada (Setúbal). O Comando Territorial de Setúbal da GNR explica, em comunicado, que cessou no sábado uma festa no Monte da Caparica, concelho de Almada, na sequência de uma denúncia que dava conta de um evento no interior de uma habitação.

"Os militares da Guarda deslocaram-se ao local, onde confirmaram a existência do evento, tendo desmobilizado os participantes sem que tivessem oferecido qualquer resistência", lê-se no documento.

A GNR acrescenta ainda que a proprietária da residência, uma mulher de 40 anos, foi identificada, resultando na elaboração de um auto de contraordenação.

12h46 - Presidente da Câmara pede ajuda face a situação "caótica" de lar em Caminha

O presidente da Câmara de Caminha pediu hoje ajuda para fazer face à situação "caótica", do lar do Bom Jesus dos Mareantes que já registou quatro mortes e tem 59 utentes e 24 funcionários infetados.

"A situação na Casa de Repouso da Confraria do Bom Jesus dos Mareantes está descontrolada. É caótica, apesar das ajudas que nos foram chegando da Segurança Social que já tem, há alguns dias, uma brigada de Intervenção Rápida com três pessoas. Precisamos de ajuda", apelou Miguel Alves.

Em declarações hoje à agência Lusa, o autarca socialista destacou que "os funcionários têm dado tudo e as famílias podem ter a certeza de total empenho da equipa, mas as pessoas são poucas e estão cansadas", alertou, sublinhando que "70 por cento dos funcionários da instituição estão infetados e foram enviados para casa".

No sábado, a instituição recebeu os resultados "de uma segunda vaga de testes" que confirmaram a infeção pelo novo coronavírus em 59 utentes, sendo que dois estão hospitalizados", especificou.

"Quatro utentes não estão infetados. Temos a lamentar quatro óbitos de utentes nos últimos dias, um deles ocorreu esta noite", destacou.

Segundo Miguel Alves, "neste momento, mais de 60 utentes estão na instituição e existem apenas dez funcionários para os acompanhar".

12h40 - Pandemia já infetou mais de 54 milhões de pessoas em todo o mundo

A doença Covid-19 já infetou mais de 54.001.750 pessoas e provocou a morte de pelo menos 1.313.471 indivíduos desde que surgiu no final de dezembro de 2019, de acordo com um balanço efetuado hoje pela agência noticiosa AFP.

12h10 - Índia registou 41 mil novos casos em 24 horas

A Índia registou 41 mil novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas, atingindo assim mais de 8,79 milhões de pessoas infetadas no país desde o início da pandemia.

11h48 - Administradores Hospitalares estimam que daqui a cinco dias estejam internados 4.500 doentes

A pressão nos hospitais pode aumentar na próxima semana. A Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares estima que daqui a 5 dias - sexta-feira - o total de internamentos pode chegar aos 4.500 doentes, no pior cenário de aumento de casos de covid-19. Haveria 605 camas de cuidados intensivos ocupadas com esta patologia.

Xavier Barreto, da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares, revela à RTP que isso ainda está dentro da capacitação nacional. No entanto, isso significa que ficam a faltar camas para outras patologias. O cancelamento de boa parte da atividade programada seria a “consequência direta e inevitável” do aumento de novos casos de covid-19 neste pior cenário estimado para a próxima sexta-feira.


11h25 - Comissária europeia da concorrência em isolamento

Margrethe Vestager revelou este domingo que estará em auto-isolamento na próxima semana, trabalhando a partir de casa, depois de ter contactado com um dos seus colaboradores, que testou agora positivo para a covid-19.

11h00 - Mais internamentos em Cuidados Intensivos põem em causa resposta a todas as patologias

O médico João Gouveia, presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina Intensiva adverte que a chegada de mais doentes às Unidades de Cuidados Intensivos põe em causa a resposta do SNS a todas as patologias.

Os hospitais de Matosinhos, Penafiel, Bragança e Guimarães estão a enviar doentes graves de covid-19 para Lisboa.

O hospital de São José recebeu nos últimos dias quatro doentes de covid em estado crítico, a necessitarem de um dispositivo para garantir as funções pulmonares e cardíacas que já não estava disponível no Hospital de São João, no Porto. Os doentes tiveram de ser transferidos para Lisboa.

É fundamental controlar o contágio, considera o médico da Sociedade Portuguesa de Medicina Intensiva, que prevê mais doentes graves nos próximos dias e confirma que alguns hospitais já atingiram o limite da capacidade dos Cuidados Intensivos.

10h35 - Irão quebra recorde de casos diários

São mais 12.543 casos em 24 horas, um recorde, elevando para 762.068 o total de casos na pandemia.

9h55 - Eliminados pelo Facebook cerca de 7 milhões de conteúdos nocivos no 2.º trimestre

O Facebook, no âmbito do combate à desinformação sobre a covid-19, eliminou sete milhões de mensagens que poderiam causar dano físico, no segundo trimestre, de acordo com os dados mais recentes da rede social.

Neste período, etiquetou com mensagens de advertência 98 milhões de peças de desinformação ligadas à pandemia.

"Graças à nossa rede global de verificadores, entre abril e junho, etiquetámos com mensagens de advertência 98 milhões de peças de desinformação ligadas à covid-19 e eliminámos outros sete milhões cujo conteúdo poderia ter derivado em danos físicos", afirmou em agosto um porta-voz do Facebook, citado pela Efe.

9h40 - PSP e GNR nas estradas de todo o país a fiscalizar o recolher obrigatório

Este sábado, a maioria das pessoas que circulou depois da uma da tarde foi para regressar a casa do trabalho ou para se deslocar para o emprego. Hoje, as fiscalizações continuam.


9h12 - Rússia reporta 22.572 novos casos de covid-19 e 352 mortes

9h00 - Médicos preocupados com menos primeiras consultas na oncologia pneumológica

Os pneumologistas alertam para a diminuição do número de primeiras consultas em oncologia pneumológica e pedem aos doentes que não deixem de ir aos hospitais porque o risco de não tratar a doença é maior.

"Temos tido uma diminuição grande do número de primeiras consultas em oncologia pneumológica, o que é preocupante. Sabemos que este tipo de tumor [cancro do pulmão] habitualmente se diagnostica numa fase mais avançada e, se os doentes têm medo de ir às consultas e atrasam a procura de um médico, pode fazer com que [a doença] seja diagnosticado numa fase ainda mais avançada, em que as opções terapêuticas já são menores", disse à agência Lusa Ana Figueiredo, do Grupo de Estudos do Cancro do Pulmão.

8h45 - México ultrapassa um milhão de casos, com quase 100 mil mortos

O México ultrapassou no sábado um milhão de casos de covid-19 desde que a pandemia chegou ao país, em fevereiro, contabilizando quase 100 mil mortos, segundo dados do Ministério da Saúde.

Nas últimas 24 horas, o país registou 5.860 novas infeções e 635 mortes, elevando o total de casos para 1.003.253 e o de óbitos para 98.259.

Desde o primeiro caso no país, em 28 de fevereiro, foram testadas cerca de 2,6 milhões de pessoas. Um número considerado insuficiente, levando especialistas a concluir que os registos oficiais não espelham os casos reais, que deverão ser muito superiores, o que já foi admitido pelas autoridades.

8h30 - EUA com mais de 170 mil casos nas últimas 24 horas

Os Estados Unidos registaram 170.590 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

De acordo com os números contabilizados pela instituição até às 20h00 de sábado, hora local (01h00 de hoje em Lisboa), o país acumulou mais de 10,8 milhões de casos desde o início da pandemia, contando ainda 245.568 mortos ((1.351 só nas últimas 24 horas).

O número de infeções nos Estados Unidos tem vindo a aumentar, superando os 120 mil por dia na última semana. Dois estados, Texas e Califórnia, já ultrapassaram um milhão de casos desde o início da pandemia.

Os Estados Unidos são o país com mais mortes provocadas pelo novo coronavírus SARS-Cov-2, responsável pela covid-19, e também com mais casos de infeção confirmados (10.884.591).Covid-19. Doentes críticos da região Norte estão a ser transferidos para Lisboa

Os doentes da região Norte estão a ser transferidos para o Hospital de São José, em Lisboa. São doentes em situação crítica e que precisam de um dispositivo de circulação extracorporal.

O Hospital de S. José confirma que recebeu quatro doentes dos Hospitais de Penafiel, Matosinhos, Bragança e Guimarães.

O Centro Hospitalar e Universitário de São João, no Porto, também é um dos Centros de Referência para receber doentes que necessitam desse dispositivo de Oxigenação por Membrana Extracorporal, mas já esgotou a capacidade de resposta.
Segundo dia de recolher obrigatório à tarde
A partir da uma da tarde, volta a ser obrigatório ficar em casa, nos concelhos considerados de risco.

Estão em vigor as restrições do primeiro fim de semana do Estado de Emergência para controlar o avanço da Pandemia.

As ruas estão praticamente desertas desde a uma da tarde de ontem.

A grande maioria dos estabelecimentos comerciais fecharam e os portugueses ficaram em casa.

As medidas do Estado de Emergência abrangem quase sete milhões de pessoas de Norte a Sul do país.
A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) instaurou hoje oito processos de contraordenação, no âmbito de uma operação, que visou centros comerciais e grandes superfícies, para fiscalizar as medidas impostas pelo estado de emergência, anunciou a entidade.
Novos casos continuam em números elevados
Portugal registou 6.602 novos casos de infeção com o novo coronavírus e 55 mortes associadas à doença covid-19 nas últimas 24 horas, segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado hoje.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 3.305 mortes e 211.266 casos de infeção pelo novo coronavírus, estando hoje ativos 85.444 casos, mais 1.412 do que na sexta-feira.

O maior número de novos casos diários de infeção com o SARS-Cov-2 foi registado na sexta-feira, com 6.653 casos.

Segundo o boletim, a região Norte regista o maior número de infeções e de mortos nas últimas 24 horas, seguindo-se a região de Lisboa e Vale do Tejo.
Manifestações
Empresários da restauração voltaram aos protestos em Lisboa e Setúbal para pedir mais apoios ao Governo.

Alertam que as ajudas do Estado não são suficientes e demoram a chegar.

Muitos vão ter de fechar restaurantes de forma definitiva.