"Desde os seis anos que me sinto em casa em Madrid", diz Marcelo Rebelo de Sousa

| Mundo

|

O Presidente da República recebeu hoje a "chave de ouro" da cidade de Madrid, onde disse sentir-se em casa desde os seis anos, e elogiou o cosmopolitismo, multiculturalidade e dinamismo económico da capital espanhola.

Marcelo Rebelo de Sousa iniciou hoje de manhã uma visita de Estado de três dias ao Reino de Espanha, que começou com uma cerimónia oficial de boas-vindas no Palácio Real, onde chegou num Rolls Royce Phantom e foi recebido pelos reis Felipe VI e Letizia, com honras militares.

Foi no mesmo Rolls Royce, com escolta a cavalo, que o chefe de Estado seguiu do Palácio Real para o antigo edifício dos Paços do Concelho de Madrid, na Praça de La Villa, para receber a "chave de ouro" da cidade das mãos da presidente da Câmara Municipal, Manuela Carmena.

"É para mim uma profunda honra receber a chave de ouro de uma cidade e capital tão amiga de Portugal como é Madrid. Em rigor, não era preciso, porque desde os seis anos de idade, primeira vez em que vim a Madrid, me senti como vosso, como estando em casa, como partilhando as vossas alegrias, os vossos sonhos, as vossas expectativas e a vossa amizade, e a vossa fraternidade", afirmou.

Num curto discurso, de cerca de cinco minutos, Marcelo Rebelo de Sousa considerou que "futuro, esperança, desenvolvimento" são "três marcas da cidade de Madrid" e também "sintetizam o signo sob o qual se desenrola esta visita".

Segundo o Presidente da República, a capital de Espanha "tem presente, mas é sobretudo futuro" e é uma cidade "multicultural, multivalente, centro mundial da arte, polo de relacionamento com outros continentes, e desde logo com a América Latina, farol para a paz e para a fraternidade".

"Socialmente vibrante, economicamente pujante, culturalmente inovadora, com a força das instituições, a solidez das fundações, a história de tantos séculos. Mas, sobretudo, a aposta na juventude, nas jovens gerações, no futuro", descreveu.

Tópicos:

Câa, Felipe VI, Madrid,

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        A Austrália enfrenta a maior seca de que há memória, afetando agricultores e criação de gado.