Engano fatal: agente da Polícia de Dallas despedida por abater um vizinho

| Mundo

|

A Polícia de Dallas despediu a agente Amber Guyger por ter abatido a tiro o seu vizinho Botham Jean na própria casa deste, a 6 de setembro.

Depois de várias semanas em licença administrativa, a ex-agente foi detida e acusada de homicídio. A Polícia de Dallas lançou, entretanto, uma investigação interna para apurar todos os factos e concluiu agora que o despedimento imediato de Amber Guyger era justificado. A chefe da polícia de Dallas, Renee Hall, confirmou a decisão, alegando “envolvimento em conduta imprópria” por parte da ex-agente.

Guyger argumentou logo no dia do incidente que tinha disparado contra a vítima por pensar que esta tinha entrado em sua casa e que se tratava de um assaltante. Os dois moravam no mesmo prédio - Jean vivia no andar de cima e Guyger no de baixo – quando a ex-agente, alegadamente, confundiu os dois andares e entrou no apartamento de Jean.

Pensando estar a ser vítima de um assalto quando encontrou Jean na sala, disparou três vezes. A advogada da família da vítima já confirmou que Botham Jean estava desarmado quando a ex-agente entrou no apartamento e disparou.

Especula-se que a decisão de anunciar o despedimento da ex-agente da Polícia de Dallas enquanto a investigação criminal ainda decorre deve-se, sobretudo, às pressões de vários grupos de protesto contra a demora na resolução deste caso e à sensibilidade do próprio caso. Mais uma vez, este é um incidente que envolve um agente policial e uma vítima afro-americana.

A informação mais vista

+ Em Foco

Entrevistada no Telejornal, a ministra da Saúde admitiu que reunir o consenso do PSD "não foi algo que tenha passado pelas preocupações do Governo".

A fronteira entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda continua a ser a maior dor de cabeça interna de Theresa May.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.