Espanha. Contas falsas no Twitter promovem Vox na campanha eleitoral

| Mundo

|

Em vésperas de eleições em Espanha, é descoberta e desmantelada uma rede organizada que partilhava mensagens de ódio e notícias falsas a favor do partido de extrema-direita Vox.

Um estudo do Instituto para o Diálogo Estratégico (IDS,sigla em inglês), instituto de investigação britânico que luta contra o extremismo, indica que uma alegada rede de contas falsas tem feito campanha a favor do partido Vox e disseminado conteúdo contra o Islão, a partir da Venezuela.

Segundo o diário El País, os investigadores descobriram uma rede de 2.228 contas de Twitter que suspeitam ser falsas e que, para além de mensagens a favor do partido de extrema-direita candidato às eleições gerais espanholas, partilhavam conteúdo islamofóbico.

De acordo com a investigação, a rede foi criada inicialmente com o propósito de atacar o governo venezuelano e nos últimos dias aumentou a sua atividade. 


Esta rede pró-Vox publicou no Twitter cerca de 4,4 milhões de mensagens a favor do partido espanhol e o presidente da Vox, Santiago Abascal, foi mencionado mais de 460 mil vezes. Além disso, promovia hashtags relacionadas com o partido, como #EspañaViva e #SiguemeYTeSigoVOX.

Os investigadores identificaram cerca de 400 mil mensagens de ódio, assim como notícias falsas (fake news) partilhadas por alguns dos perfis falsos descobertos, como a falsa informação de que os muçulmanos a viver em Espanha receberiam mais subsídios públicos do que as famílias cristãs espanholas.

Com as eleições gerais em espanholas à porta, milhares de contas de várias redes sociais têm sido bloqueadas por tentativas de fomentar o ódio entre os eleitores, através de notícias falsas.

Não é a primeira vez que se identificam estratégias políticas semelhantes. As eleições gerais em Espanha decorrem este domingo, dia 28, e Santiago Abascal é um dos candidatos a primeiro-ministro.

Tópicos:

Fake News, Twitter, Vox, Eleições de Espanha,

A informação mais vista

+ Em Foco

Foi há 50 anos que o Homem partiu para a Lua. De Cabo Canaveral, nos EUA, seguiram três astronautas para colocar os nomes na história da humanidade.

Ouvido pela RTP, o artista chinês mostra-se convicto de que Hong Kong e Macau não serão, no futuro, controlados pela China.

Começa a legislatura do Parlamento Europeu saído das últimas eleições. Conheça aqui os eurodeputados portugueses e as suas prioridades.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.