EUA felicitam José Maria Neves e realçam "democracia pacífica" em Cabo Verde

por Lusa
Os EUA felicitaram a eleição de José Maria Neves e a maturidade democrática de Cabo Verde D.R.-Facebook

Os Estados Unidos felicitaram José Maria Neves, eleito no domingo quinto presidente de Cabo Verde, e salientaram a "pacífica democracia multipartidária" do país, "considerado um dos modelos mais estáveis e democráticos de África".

O porta-voz da diplomacia norte-americana, Ned Price, congratulou todos os candidatos e eleitores por terem conduzido "uma eleição livre, justa e de transparência processual, segundo o forte compromisso de Cabo Verde nos valores democráticos", de acordo com uma nota divulgada.

"Os Estados Unidos estão ansiosos para trabalhar em estreita colaboração com Cabo Verde, para fortalecer ainda mais as relações sólidas entre as nossas nações e aprofundar a nossa parceria na segurança, transação e comércio, energia limpa e educação", salientou.

O antigo primeiro-ministro José Maria Neves, apoiado pelo Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), atualmente na oposição, venceu no domingo as presidenciais à primeira volta, com 51,5% dos votos, de acordo com dados do apuramento provisório.

O também antigo primeiro-ministro Carlos Veiga, que se candidatou com o apoio do Movimento para a Democracia (MPD), no poder, e da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID, oposição), obteve 42,6% dos votos.

José Maria Neves vai suceder a Jorge Carlos Fonseca, que cumpre o segundo e último mandato legalmente previsto no cargo.

No discurso de vitória, José Maria Neves assumiu que vai "dialogar com todos", apelando à união de esforços entre os órgãos de soberania e sociedade civil na recuperação económica do país.

pub