EUA. Novas ameaças ao Congresso fecham portas na casa da democracia

por RTP
Imagem de arquivo do Congresso norte-americano Reuters

O Congresso norte-americano cancelou uma sessão que estava marcada para esta quinta-feira depois de a polícia ter alertado para um novo ataque ao Capitólio que estaria a ser planeado por uma milícia. À Reuters, um assistente do partido Democrata disse que as informações que receberam indicavam que "um grupo não identificado de uma milícia" poderia representar uma séria ameaça à Câmara dos Representantes.

Ao contrário da câmara baixa do Congresso norte-americano, o Senado vai reunir esta quinta-feira, tal com era suposto, para discutir o plano financeiro de ajuda de Joe Biden.

Meios de comunicação norte-americanos avançam que entre os elementos apontados pelas autoridades como uma ameaça estão extremistas de direita, apoiantes do ex-presidente Donald Trump, alguns responsáveis pelo invasão que aconteceu a 6 de Janeiro.

Sobre esse ataque, no início do ano, o Departamento de Justiça dos EUA já acusou mais de 300 pessoas. 

Cinco pessoas morreram nesse dia, incluindo um polícia.
Sobre esta nova ameaça, a polícia do Capitólio disse que "está informada e preparada para qualquer ameaça aos membros do Congresso". 

Informou ainda que tem estado a trabalhar com as agências estatais e federais para "parar qualquer ameaça ao Capitólio. Estamos a trabalhar a informação que recebemos de forma séria". acrescentaram.
Desde o ataque a 6 de janeiro que a polícia do Capitólio recebeu o que qualificaram como "melhorias de segurança significativas".
Tópicos
pub