Eurocéticos pedem a May para preparar saída sem acordo

| Mundo

Políticos e empresários britânicos pró-`brexit` pediram à primeira-ministra Theresa May para estar preparada para sair da União Europeia (UE) sem um acordo comercial, apesar das advertências dos grandes fabricantes de que tal representará um desastre económico.

Numa carta aberta, 60 deputados, economistas e responsáveis de empresas acusam a UE de ser "intransigente" nas negociações para a saída do Reino Unido do bloco, defendendo que os britânicos deviam ameaçar reter os 39 mil milhões de libras (44,3 mil milhões de euros) que já concordaram pagar pelo "divórcio".

A carta, divulgada hoje por Economists for Free Trade (Economistas pelo Comércio Livre), foi assinada por destacados apoiantes de um `brexit` duro, incluindo o ex-ministro das Finanças Nigel Lawson e os deputados conservadores John Redwood e Peter Bone.

Os signatários pedem às autoridades para "acelerarem os preparativos para um caso de não haver acordo e uma mudança para um acordo de comércio sob as regras da OMC (Organização Mundial do Comércio)".

Isso representará tarifas e outras barreiras comerciais entre o Reino Unido e a União Europeia e muitos empresários dizem que prejudicará a economia britânica.

A Airbus, a Siemens e a BMW advertiram recentemente que a saída da União sem um acordo de comércio prejudicará as empresas e custará postos de trabalho.

No sábado, dezenas de milhares de manifestantes anti-`brexit` pediram em Londres um segundo referendo sobre a saída da União Europeia, dois anos depois da primeira consulta na qual os britânicos aprovaram o abandono do bloco comunitário.

"O `brexit não é inevitável. O `brexit` pode ser parado", disse à multidão o líder do Partido Liberal Democrata (a terceira formação do país), Vince Cable.

PAL // JPS

 

Tópicos:

Airbus, Economists, Redwood,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Girl Move Academy existe há quatro anos com o objetivo de criar uma geração de mulheres líderes.

    Em entrevista à RTP, o paquistanês Ahmad Nawaz recorda o ataque de 2014 a uma escola de Peshawar.

    Fotografias da autoria do artista berlinense Martin Dammann lançam luz sobre o lado mais obscuro da Wehrmacht.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.