Ex-espião russo Sergei Skripal saiu do hospital

| Mundo

|

O antigo espião russo Sergei Skripal, envenenado com gás tóxico, já saiu do Hospital de Salisbury (sudoeste de Inglaterra), onde se encontrava desde 04 de março passado, anunciou hoje o serviço de saúde pública britânico.

"É uma notícia fantástica que Sergei Skripal se sinta suficientemente bem para deixar o hospital de Salisbury", disse a diretora da unidade hospitalar Cara Charles-Barks, citada num comunicado.

O envenenamento de Skripal e da sua filha, Yulia, desencadeou uma crise diplomática entre Londres e respetivos aliados ocidentais, de um lado, e a Rússia, do outro.

Pai e filha foram encontrados inconscientes a 04 de março em Salisbury, tendo passado semanas no hospital em situação crítica.

Yulia teve uma recuperação mais rápida e já abandonara o hospital em abril.

Para garantir a segurança, ambos foram levados para um local que não foi revelado pelas autoridades britânicas.

O Reino Unido referiu que pai e filha foram envenenados com um gás nervoso utilizado para fins militares e acusou a Rússia do ataque.

Moscovo tem negado qualquer envolvimento, o que provocou uma deterioração das relações entre a Rússia e o Ocidente.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

No dia em que se assinala o centenário do nascimento de Nelson Mandela, o jornalista António Mateus recorda o legado do histórico líder sul-africano.

Cientistas australianos descobriram uma nova subespécie de cobra. A descoberta acidental veio demonstrar que o animal poderá estar em perigo de extinção.

Um grupo de astrónomos dos Estados Unidos descobriu que Júpiter tem mais 12 luas. O gigante gasoso tem agora 79 satélites naturais.