Ex-espião russo Sergei Skripal saiu do hospital

| Mundo

|

O antigo espião russo Sergei Skripal, envenenado com gás tóxico, já saiu do Hospital de Salisbury (sudoeste de Inglaterra), onde se encontrava desde 04 de março passado, anunciou hoje o serviço de saúde pública britânico.

"É uma notícia fantástica que Sergei Skripal se sinta suficientemente bem para deixar o hospital de Salisbury", disse a diretora da unidade hospitalar Cara Charles-Barks, citada num comunicado.

O envenenamento de Skripal e da sua filha, Yulia, desencadeou uma crise diplomática entre Londres e respetivos aliados ocidentais, de um lado, e a Rússia, do outro.

Pai e filha foram encontrados inconscientes a 04 de março em Salisbury, tendo passado semanas no hospital em situação crítica.

Yulia teve uma recuperação mais rápida e já abandonara o hospital em abril.

Para garantir a segurança, ambos foram levados para um local que não foi revelado pelas autoridades britânicas.

O Reino Unido referiu que pai e filha foram envenenados com um gás nervoso utilizado para fins militares e acusou a Rússia do ataque.

Moscovo tem negado qualquer envolvimento, o que provocou uma deterioração das relações entre a Rússia e o Ocidente.

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.