Explosão em Lyon faz vários feridos

| Mundo

Um polícia garante a segurança em torno de uma área afetada por uma explosão em Lyon, ao fim da tarde de dia 23 de maio de 2019
|

A detonação ocorreu cerca das 17h30 locais, numa rua pedonal da parte velha da cidade francesa, perto da praça Bellecour, considerada o coração de Lyon.

Não há notícia de mortos e as autoridades estão a tratar o sucedido como um ataque terrorista.

A investigação do que é, para já, designado oficialmente com uma tentativa de homicídio premeditado, foi entregue à seção de antiterrorismo da procuradoria de Paris.

O jornal francês Le Figaro, diz que está a ser seguida a pista de um homem de bicicleta que terá depositado o pacote armadilhado pondo-se depois em fuga.

O suspeito, que aparenta 30 a 35 anos, foi captado por câmaras de videovigilância.

Após a confirmação inicial de sete feridos, o número foi revisto em alta, para 13, incluindo uma criança de oito anos. Dois estão em estado grave mas, de acordo com o responsável do município, Dennis Broliquier, nenhum corre risco de vida.

"Estou no local, a poucas dezenas de metros do engenho que explodiu. Os feridos foram tratados, com competência e rapidez pelos bombeiros, incluindo a rapariguinha de oito anos que ficou ferida", afirmou Broliquier.

"Uma certeza: era um engenho destinado a ferir, era um engenho explosivo", acrescentou o presidente minucipal. O engenho continha pregos e parafusos.

"Fui alertado por várias testemunhas diretas. O engenho explosivo estava num saco, depositado por um homem, filmado pelas câmaras de vigilância de Lyon", revelou ainda Broliquier.

O ministro francês do Interior, que visita esta noite o local da explosão, anunciou já o reforço das medidas de segurança em todo o país.

"Depois da explosão ocorrida em Lyon, ordenei a todos os prefeitos medidas de vigilância para reforçar a segurança dos locais que acolhem o público e eventos desportivos, culturais e de culto", anunciou Christophe Castaner no Twitter.

A correspondente da RTP, em França, está a acompanhar o sucedido. 

As primeiras notícias citam testemunhas que falam de um embrulho armadilhado deixado junto a uma pastelaria e de uma "forte explosão" que estilhaçou os vidros em redor.

A zona foi isolada por militares ao serviço da missão Sentinela e várias estações de metro da cidade foram encerradas.
Macron fala em "ataque sem vítimas".
O Presidente Emmanuel Macron, que iniciava um discurso na televisão quando se deu a explosão, referiu-se ao incidente como um "ataque sem vítimas", sem referir a palavra terrorismo.

Já o presidente da área metropolitana de Lyon, David Kimefeld, não teve a mesma relutância de Macron e condenou, "com a maior firmeza, o atentado com pacote armadilhado que ocorreu ao fim da tarde na rua Vitor Hugo. Os meus primeiros pensamentos vão para as vítimas e suas famílias. Saúdo a coragem dos bombeiros que rapidamente se mobilizaram para levar socorro às vítimas".

"Este ato bábaro lembra-nos que a luta contra o terrorismo é uma batalha quotidiana e não devemos nunca abrandar a nossa vigilância", acrescentou Kimefeld.

O primeiro-ministro Edouard Philippe, cancelou a sua participação num comício de fim de campanha, previsto para esta noite, devido à "explosão em Lyon", anunciou a sua equipa.

A líder do Partido União Nacional, Marine Le Pen, exprimiu no Twitter a sua solidariedade com as vítimas.

"Dou todo o meu apoio aos feridos de uma explosão ocorrida em Lyon. Tudo deverá ser esclarecido sobre este ataque terrorista", escreveu Le Pen.

A polícia francesa já apelou à não disseminação de informações não verificadas sobre o sucedido.

Lyon é a segunda maior cidade francesa e situa-se 475 Km a sudoeste da capital, Paris.

Tópicos:

Emmanuel Macron, Lyon,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em Pedrógão Grande, dois anos depois dos incêndios, quase só os estrangeiros são atraídos para a região.

Uma equipa da RTP acompanhou o curso dos novos seguranças pessoais, "sombras" de quem protegem.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.