Google apaga ligações a sítios na internet proibidos na Federação Russa

| Mundo

A Google chegou a acordo com as autoridades russas para apagar ligações a sítios na internet proibidos na Federação Russa, informaram hoje meios locais.

O diário Vedomosti noticiou que a Google chegou a acordo com a reguladora estatal do setor da comunicação social, Roskomnadzor, com o que vai receber regularmente uma listagem dos sítios proibidos, para apagar as ligações.

O jornal adiantou que a Google já removeu cerca de 70% dos sítios proibidos do seu motor de busca.

A agência noticiosa RIA Novosti citou a Roskomnadzor a dizer que tinha estabelecido um "diálogo construtivo" com a Google.

Em dezembro último, a Roskomnadzor multou a Google em 500 mil rublos (5.900 euros) por não ter apagado as ligações a sítios proibidos. Também na ocasião, ameaçou impedir o acesso à Google, se não cumprisse as ordens.

"Estamos comprometidos em fornecer acesso à informação para benefício dos nossos utilizadores na Federação russa e no mundo", afirmou um porta-voz da Google, Nu Wexler.

A empresa não fez mais comentários oficiais.

 

Tópicos:

Google, Russa,

A informação mais vista

+ Em Foco

Entre 1999 e 2002 nasceram três novos bairros. Passadas duas décadas, muitos residentes dizem-se abandonados.

Entrevista da correspondente da RTP em França, Rosário Salgueiro.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.