Governo português apresentou condolências ao Presidente mexicano - Costa

| Mundo

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou hoje que o Governo português já enviou as suas condolências ao Presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, pela ocorrência de mais um sismo que já fez até agora 92 mortos.

"Já apresentámos as nossas condolências ao povo mexicano e ao Presidente da República Federativa do México por mais esta catástrofe natural. Estamos perante uma catástrofe natural que entristece todos", declarou António Costa, no final de uma reunião de chefes de Estado e de Governo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Nova Iorque, na sede da missão do Brasil nas Nações Unidas.

As autoridades mexicanas elevaram para 119 o número de mortos na sequência do sismo de magnitude 7,1 na escala de Richter que atingiu terça-feira vários Estados do México.

O sismo teve o seu epicentro a 12 quilómetros a sudeste de Axochiapan, no estado central de Morelos, a uma profundidade de 57 quilómetros, e destruiu uma ponte que liga a capital, a Cidade do México, com Acapulco.

Tópicos:

Federativa, México,

A informação mais vista

+ Em Foco

Passaram sete anos desde o início das “Primaveras Árabes”. Regimes mudaram, guerras civis rebentaram, houve conflitos que alteraram dinâmicas regionais e vazios de poder que deram origem a Estados falhados.

Veja ou reveja a primeira entrevista de Rui Rio depois de ter sido eleito presidente do PSD.

Na hora da despedida da liderança social-democrata, as juventudes partidárias olham para o legado do ex-primeiro-ministro, com uma pergunta em mente: se Portugal não falhou, o que dizer de Pedro Passos Coelho?

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.