Homem mata quatro crianças em apartamento no estado norte-americano da Florida

| Mundo

Um homem matou quatro crianças com idades entre 1 e 11 anos com quem estava barricado num apartamento em Orlando, no estado norte-americano da Florida, tendo-se suicidado de seguida, avançaram hoje as autoridades.

"Entrámos no apartamento e descobrimos que as quatro crianças aparentemente mortas a tiro pelo suspeito", explicou o chefe da Polícia de Orlando, John Mina, em conferência de imprensa.

"Não sabemos quando as crianças morreram. Tinham 1, 6, 10 e 11 anos de idade", disse.

O incidente começou no domingo à noite, quando a namorada do suspeito, identificado como Gary Wayne Lindsey Jr., 35 ano e com cadastro em crimes de incêndios e outros delitos, chamou a polícia por violência doméstica.

A mulher tinha fugido do apartamento, deixando para trás as quatro crianças, dois filhos seus e os outros dois de Gary Lindsey.

Quando as autoridades chegaram ao complexo de apartamentos para tomar conta da ocorrência, o suspeito abriu fogo e feriu gravemente um dos agentes, tendo-se barricado em casa.

Após horas de negociação, um dos agentes da polícia viu o corpo de uma das crianças dentro do apartamento já sem vida.

As autoridades decidiram então entrar e encontraram as crianças e Gary Lindsey mortos.

Tópicos:

Florida, Gary Lindsey, Orlando,

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

    É um desejo antigo do Homem poder tocar as estrelas. Um feito que parece ser agora "quase" alcançável através da missão espacial solar Parker.

      Entre as 21h00 de domingo e as 8h00 de segunda-feira, o mundo viu uma chuva de Perseidas, espetáculo habitual em agosto. Nos locais mais remotos, foi possível admirar melhor o fenómeno.

        Uma semana depois de as chamas deflagrarem em Monchique, a Proteção Civil deu o incêndio como dominado e em fase de resolução. Portugal volta a ser o país com mais área ardida na Europa.