Hong Kong. Trump avisa China que o uso da violência pode pôr em causa acordo comercial

por RTP

A manifestação de domingo em Hong Kong contou com um milhão e setecentas mil pessoas. São os número dos organizadores do protesto. Donald Trump também coloca pressão sobre o Presidente chinês.

A Frente Cívica de Direitos Humanos sublinha que a população não está disposta a baixar os braços e anuncia novas manifestações para esta semana.

O protesto deste domingo foi pacífico, sem as cenas de violência que têm marcado os últimos dois meses e meio.

A China mantém as tropas estacionadas na cidade vizinha de Shenzen, prontas a intervir. Os ativistas avisam que fazer avançar as tropas seria um erro terrível.

Donald Trump diz que um novo massacre de Tiananmen poderia por em causa as negociações sobre um acordo comercial entre os dois países.