Ian David Long. Identificado suspeito de tiroteio em bar da Califórnia

| Mundo

A polícia acredita que Ian David Long, de 28 anos, entrou no bar na posse de uma arma semiautomática e começou a disparar
|

O suspeito da autoria dos disparos no restaurante e bar onde decorria uma festa universitária em Thousand Oaks, na Califórnia, foi identificado. A polícia acredita que Ian David Long, de 28 anos, entrou no Borderline Bar & Grill na posse de uma arma semiautomática e começou a disparar. Matou 12 pessoas antes de ser “neutralizado”. Entre as vítimas estava um polícia. Pelo menos 21 pessoas receberam tratamento hospitalar e já tiveram alta.

Na noite passada, o ambiente era animado no restaurante e bar a 65 quilómetros da baixa de Los Angeles. Tal como todas as quartas-feiras, decorria uma festa universitária para “várias centenas de jovens”.

Eram 23h30 locais (7h30 em Lisboa) quando Ian David Long, antigo marine, entrou munido de uma pistola de calibre 45, comprada legalmente, e começou a disparar.


“Vi o atirador, estava vestido de negro, com óculos, disfarçado. Tirou uma arma e começou a disparar”, contou um jovem de 20 anos, que saiu a rastejar do bar.

“Toda a gente se atirou para o chão muito rapidamente. Toda a gente queria sair o mais rapidamente possível”, contou uma outra jovem, que fugiu pelas traseiras.

Um outro estudante contou que o homem tinha uma arma semi-autimática. “Ele disparava o máximo de balas que podia e, quando carregava, as pessoas aproveitavam para fugir”, disse.

"Disparou pelo menos 30 vezes, escutei disparos já depois de toda a gente ter saído do bar”, relatou ao “LA Times”.

O xerife do condado de Ventura, que se recusou a incluir o autor dos disparos entre as vítimas, fazia o balanço: 12 pessoas perderam a vida, incluindo o sargento Ron Helus, um dos primeiros agentes a chegar ao bar. Geoff Dean estima que as vítimas tenham entre 21 e 26 anos.

Os motivos ainda são desconhecidos, razão pela qual as autoridades não descartam a possibilidade – embora pouco provável - de terrorismo.
Homenagem ao agente
O Presidente dos Estados Unidos já veio elogiar publicamente a resposta das autoridades e prestar homenagem às vítimas.

Está previsto um dsfile em honra do agente, com partida do Hospital Los Robles, onde morreu, aos 54 anos, vítima de ferimentos causados por várias balas.

“Ron era um sargento dedicado e trabalhador. Era completamente empenhado, dava tudo e hoje, como disse à sua mulher, morreu como um herói. Ele avançou para salvar vidas, para salvar outras pessoas”, afirmou o xerife.

O atirador também morreu, elevando o número total de mortes para 13. De acordo com o xerife Dear, o antigo marine suicidou-se.
“Cenário horrendo”
“É um cenário horrendo”, declarou o Xerife Dean. "Há sangue por toda a parte e o suspeito é parte disto”, acrescentou.

“Imagine, numa quarta-feira à noite, os jovens saem para se divertirem num bar onde provavelmente foram muitas vezes. Thousand Oaks é uma das cidades mais seguras dos Estados Unidos e acontece uma coisa destas. Ainda estamos a tentar encontrar um sentido nisto. É absolutamente trágico”, desabafou.

A Universidade Pepperdine, de Malibu, publicou entretanto um tweet a confirmar a presença de “múltiplos estudantes” no Borderline Bar & Grill quando se deu o tiroteio.

Foi o terceiro tiroteio registado nos Estados Unidos em duas semanas. Há seis dias, duas mulheres foram mortas durante uma aula de yoga, em Tallahassee, Florida, e há 12 dias, morreram 11 pessoas numa sinagoga em Pittsburgh.


Tópicos:

Califórnia, Tiroteio, bar,

A informação mais vista

+ Em Foco

A ONU alerta para um ano de grande instabilidade e de necessidades maiores por parte da população civil.

Os dias estão mais quentes e não é por causa do advento da primavera. A razão está identificada - as alterações climáticas fazem-se sentir em todo o planeta e as consequências espelham-se em fenómenos extremos.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.