Líder de Hong Kong admite intervenção de Pequim

por RTP

Em Hong Kong, a líder do Governo já admite a entrada de Exército chinês no território se os protestos se agravarem.

Há quatro meses que as manifestações são quase diárias, naquela que é já a pior crise na história de Hong Kong desde que o território passou para a soberania da China, há 21 anos.