Lula da Silva deverá avançar com candidatura apesar de detido

| Mundo
Lula da Silva deverá avançar com candidatura apesar de detido

A ver: Lula da Silva deverá avançar com candidatura apesar de detido

O juiz Sérgio Moro ordenou que o ex-Presidente brasileiro Lula da Silva se apresente voluntariamente até às 21h00 em Portugal, para começar a cumprir a pena a que foi condenado.

A hipótese do ex-Presidente se entregar voluntariamente já estava a ser equacionada, no âmbito de uma eventual negociação entre o juiz Sérgio Moro e a defesa de Lula da Silva.

O juiz afirmou no comunicado que "está vedada a utilização de algemas em qualquer hipótese."

Para já, não parecem existir intenções para Lula deixar de apresentar a sua candidatura às presidenciais de outubro.

A eventual candidatura do ex-Presidente terá de ser contudo, como todas as outras, de ser apreciada em agosto pelo Supremo Tribunal Superior Eleitoral que deverá fazer cumprir a lei, a qual exige "ficha limpa" a quem se queira candidatar.

A lei da “Ficha Limpa”, relativa à idoneidade dos candidatos à Presidência da República, impede que réus condenados por tribunais em duas instâncias se candidatem, depois de esgotados todos os recursos.

Lula da Silva não cumpre esses requisitos legais.

A análise do correspondente da RTP no Brasil, Luís Baila.

A informação mais vista

+ Em Foco

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam. A votação do acordo em Londres acontece esta terça-feira.

    Rosa Luxemburgo, "uma das melhores cabeças do socialismo internacional", foi assassinada há 100 anos.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.