Macron defende legitimidade no ataque à Síria

| Mundo
Macron defende legitimidade no ataque à Síria

O presidente francês Emmanuel Macron garante que os países aliados não estão em guerra com a Síria.

A afirmação do político francês foi revelada numa entrevista ao canal de televisão francês BFM TV.

Emmanuel Macron explicou o sentido do ataque dos Estados Unidos, Grã-Bretanha e França á Síria.

Nesta entrevista, o chefe de Estado francês afirmou que os ataques aéreos conseguiram parar a aproximação da Turquia à Rússia e à Síria e defendeu, ainda, que foi ele que convenceu Donald Trump a atacar, apenas, os locais onde, alegadamente, se produzem as armas químicas.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Em Cuba, os Castro passam o testemunho do poder, que mantiveram durante quase 60 anos.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.