Marcelo alivia falhas e puxa pelo otimismo

| Mundo
Marcelo alivia falhas e puxa pelo otimismo

O Presidente da República portuguesa disse no México que falhas acontecem a qualquer um, no que concerne ao combate aos incêndios que tem ocorrido no país mas destaca que Portugal como um todo tem estado sempre à altura das circunstâncias.

Marcelo Rebelo de Sousa pediu um minuto de silêncio pelas vítimas do incêndio de Pedrógão Grande, como registou a jornalista Natália Carvalho.

O Presidente da República participa esta terça-feira no México num seminário com empresários portugueses e mexicanos.

O chefe de Estado, que está no México desde domingo e regressa a Portugal hoje às 18h50 em Lisboa qualificou esta deslocação como "uma visita muito especial, uma visita muito curta, e muito intensa, mas muito proveitosa".

Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que "há todas as razões para nós apostarmos no México, todas" e que as relações bilaterais podem "ir muito longe".

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 260 episódios, o projeto chegou às mais diversas áreas: saúde, engenharias, astronomia, tecnologia, química, história, filosofia, desporto ou geografia.

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.