Martin Schulz sai da liderança do SPD

| Mundo
Martin Schulz sai da liderança do SPD

Na Alemanha, Martin Schulz sai da presidência do Partido Social Democrata sem amargura. Foi o que disse depois de ter anunciado na noite desta terça-feira a saída imediata da liderança do SPD.

Um partido em crise depois de ter negociado um acordo de coligação pós-eleitoral com Angela Merkel para governar o país.

Schulz justificou a decisão de se demitir dizendo que o SPD precisa de ser renovado quer em termos de pessoas, quer de programa.

A jornalista Sandra Henriques explica as mudanças no partido.

Na semana passada Martin Schulz já tinha anunciado a intenção de renunciar ao cargo.

O político germânico pretendia transferir a liderança do partido para Andrea Nahles, atual presidente do grupo parlamentar do SPD e depois sim, tornar-se ministro dos Negócios Estrangeiros do futuro governo de Angela Merkel. Algo que acabou por não acontecer.

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.