May apoia investigação a utilização de dados do Facebook

| Mundo
May apoia investigação a utilização de dados do Facebook

Foto: Dado Ruvic - Reuters

O Governo britânico teve três contratos com a empresa suspeita de ter tido acesso indevido aos dados pessoais de milhões de utilizadores do Facebook.

É um esclarecimento feito por um porta-voz da primeira ministra, Theresa May, contratos que já não estão em vigor. A chefe do Governo britânico esteve quarta-feira no Parlamento a explicar as ligações a esta empresa.

A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.