Milhares de funcionários públicos americanos não receberam o salário

| Mundo
Milhares de funcionários públicos americanos não receberam o salário

Carlos Barria - Reuters

Já se sente o grande efeito do Shutdown norte-americano. Esta sexta-feira 800 mil funcionários públicos não receberam o salário e já houve protestos a reclamar a reabertura do Governo.

A paralisação parcial do Governo americano já se tornou a mais longa da história do país, e há três semanas que parte dos organismos federais do país estão paralisados.

A crise é tanta que a Guarda Costeira enviou uma carta aos trabalhadores para estes ganharem dinheiro executando funções tais como passear cães ou tomar conta de crianças.

Muitas das empresas, bares e cantinas fazem já descontos especiais aos empregados federais na tentativa de minimizar as dificuldades existentes.

Este Shutdown deve-se ao braço de ferro entre Donald Trump e o Senado, na disponibilização de dinheiros para a construção do muro na fronteira mexicana.

Esta crise financeira já ultrapassou a duração do anterior mais longo, que se registou na era Clinton em 1995 e 1996.

A reportagem do correspondente da Antena 1 nos Estados Unidos João Ricardo Vasconcelos.

A informação mais vista

+ Em Foco

O presidente da Câmara dos Comuns é, digamos assim, o equivalente ao presidente da Assembleia da República em Portugal.

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A entrevista ao ativista de Direitos Humanos para o programa Olhar o Mundo.