Morreu mais uma pessoa nos protestos em Caracas

| Mundo
Morreu mais uma pessoa nos protestos em Caracas

A ver: Morreu mais uma pessoa nos protestos em Caracas

Um manifestante, opositor de Nicolás Maduro, foi abatido a tiro em Caracas. O homem foi atingida à entrada do Bairro 5 de Julho, durante o protesto da noite de sexta-feira.

Sobe para nove o número de mortos desde o início do mês em manifestações contra o Presidente venezuelano.

Na última noite, a parte oeste da capital foi alvo de vários distúrbios e saques. O Hospital Materno-Infantil Hugo Chávez teve mesmo de ser evacuado: 54 crianças foram retiradas de urgência das instalações.

O Governo acusa bandos armados da oposição de serem os causadores dos distúrbios no hospital.

A oposição culpa, por sua vez, o gás lacrimogéneo que terá sido lançado pelas forças de segurança.

A informação mais vista

+ Em Foco

Entrevistado no 360, da RTP3, o ministro das Finanças quis sublinhar que o seu cargo governativo não é exclusivo e pode ser compatível com a presidência do Eurogrupo.

Há muitas perguntas no caminho e muitas respostas que só o caminho pode dar. Pela Última Vez - Histórias sobre o fim que não acaba é o título de uma grande reportagem de Isabel Meira para a rádio pública.

Um atentado suicida em Manchester provocou 22 mortos e dezenas de feridos. A explosão decorreu no final de um concerto da digressão de Ariana Grande Dangerous Woman Tour.

    Um dos mais famosos discos dos Beatles faz agora 50 anos. O histórico álbum "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band" regressou às lojas com várias edições especiais.