Morreu mais uma pessoa nos protestos em Caracas

| Mundo
Morreu mais uma pessoa nos protestos em Caracas

A ver: Morreu mais uma pessoa nos protestos em Caracas

Um manifestante, opositor de Nicolás Maduro, foi abatido a tiro em Caracas. O homem foi atingida à entrada do Bairro 5 de Julho, durante o protesto da noite de sexta-feira.

Sobe para nove o número de mortos desde o início do mês em manifestações contra o Presidente venezuelano.

Na última noite, a parte oeste da capital foi alvo de vários distúrbios e saques. O Hospital Materno-Infantil Hugo Chávez teve mesmo de ser evacuado: 54 crianças foram retiradas de urgência das instalações.

O Governo acusa bandos armados da oposição de serem os causadores dos distúrbios no hospital.

A oposição culpa, por sua vez, o gás lacrimogéneo que terá sido lançado pelas forças de segurança.

A informação mais vista

+ Em Foco

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Doze meses depois da eleição presidencial de 8 de novembro de 2016, com Donald Trump ao leme da Casa Branca, os Estados Unidos mudaram. E o mundo afigura-se agora mais perigoso.

        Uma caricatura do mundo em que vivemos.