Moscovo e Kiev acusam-se mutuamente pelas explosões em Zaporizia

por RTP

Residentes das áreas próximas da central nuclear ucraniana de Zaporizia apelaram à desmilitarização da zona. O apelo da população secundou uma posição idêntica defendida nas Nações Unidas pelo diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica, proposta que a Rússia rejeitou.

Moscovo e Kiev trocam acusações sobre sucessivos incidentes de explosões do perímetro de segurança da maior central nuclear da Europa.
pub