Muitos médicos de Kharhiv dormem no hospital da cidade

por Antena 1

Reuters

Os médicos têm estado na linha da frente da guerra na Ucrânia.

Em Kharkiv, há quase três meses que dezenas de profissionais de saúde dormem no hospital.

Desde o início dos ataques à segunda maior cidade ucraniana que pelo menos 14 profissionais de saúde já perderam a vida.

O hospital não está sobrelotado e não faltam utensílios e medicamentos, mas todos os dias chegam feridos das zonas próximas dos combates.

Reportagem de Luís Peixoto, enviado especial à Ucrânia.
pub