Myanmar. Adiado veredicto da líder deposta Aung San Suu Kyi

por Lusa
Aung San Suu Kyi viu adiada a decisão do tribunal sobre os crimes alegadamente cometidos Reuters

Um tribunal da junta birmanesa adiou o veredicto no julgamento da líder deposta Aung San Suu Kyi sob a acusação de incitar à desordem pública, disse à agência France-Press (AFP) uma fonte próxima do caso.

A data do julgamento foi adiada "para 6 de dezembro", disse a fonte.

Aung San Suu Kyi, de 76 anos, que foi derrubada por um golpe de Estado a 1 de fevereiro, tem sido alvo de vários procedimentos legais desde então (incitamento à desordem pública, corrupção, sedição, fraude eleitoral, etc.).

A líder deposta enfrenta longos anos de prisão se for considerada culpada.

O exército justificou a tomada do poder por uma alegada fraude durante as eleições gerais de novembro, cujo resultado foi anulado e em que o partido liderado por Suu Kyi saiu vitorioso, tal como em 2015, com o apoio de observadores internacionais.


pub