Noruega. Passaram dez anos do mais sangrento atentado da extrema-direita

por RTP

Há dez anos a Noruega viveu o episódio mais sangrento da história do pós-guerra. Um terrorista de extrema-direita, matou 77 jovens que estavam reunidos num acampamento de verão na ilha de Utoya. Familiares e sobreviventes do massacre reuniram-se hoje para recordar as vítimas.

pub