Nova Iorque: Atriz Cynthia Nixon derrotada pelo governador

| Mundo

|

A atriz e ativista Cynthia Nixon, mais conhecida pelo seu papel na série "O Sexo e a Cidade", foi derrotada, esta quinta-feira, pelo governador Andrew M. Cuomo nas primárias para a candidatura democrata em Nova Iorque.

A candidata esperava conseguir juntar-se à onda de progressistas insurgentes que conseguiram conquistar a candidatura nas recentes campanhas eleitorais do Partido Democrata, mas acabou por ser derrotada facilmente com 35 por cento dos votos contra 65 por cento dos votos do atual governador, Andrew Cuomo.

Apesar da derrota, Cynthia Nixon deixou uma mensagem aos seus apoiantes num café em Brooklyn: “A corrida à nomeação democrata pode ter acabado, mas a luta pela alma do Partido Democrata apenas começou!”. A candidata congratula-se pelo número de votos conseguidos contra “um dos mais poderosos governadores dos Estados Unidos” e sublinha ainda que “começamos [a campanha] com nada e merecemos cada voto”.

Esta foi a primeira aventura da atriz na política. Apesar da derrota, Cynthia Nixon disse ao Independent que irá continuar a ser “uma das vozes mais proeminentes em Nova Iorque” na luta contra a discriminação racial, a legalização da marijuana e os direitos da comunidade LGBT. Quanto questionada sobre se iria abandonar a vida política em caso de derrota, a atriz respondeu de forma categórica: “Não vou a lado nenhum”.

Andrew M. Cuomo, atual governador de Nova Iorque desde 2011, enfrentará o republicano Marc Molinaro e a independente Stephanie Miner nas eleições de novembro. Em caso de vitória, Cuomo dará início ao terceiro mandato como governador da cidade.

Tópicos:

Noa Iorque; Cynthia Nixon; Andrew Cuomo; Primarias,

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        Os novos desenvolvimentos no diferendo comercial entre os Estados Unidos e a China vieram lançar ainda mais dúvidas sobre os próximos passos que os dois lados poderão adotar.