Oftalmologistas portugueses dão consultas em São Tomé via telemedicina

por Rosário Salgueiro/Filipa Mendes/António Antunes/Anísio Edgar

Pela primeira vez os doentes de São Tomé e Príncipe podem fazer exames de oftalmologia, sem oftalmologista. Com a ajuda da telemedicina, um médico em Lisboa, analisa o resultado de cinco aparelhos de diagnósticos. Uma inovadora plataforma informática que evita o envio para Portugal de dezenas de doente por ano.