OMS. Proibição de viagens não impede propagação da variante Ómicron

por Antena 1

Jacky Naegelen - Reuters

Os países devem aplicar "uma abordagem baseada em evidências e risco" ao implementar qualquer medida com impacto nas viagens, relacionada com variante Ómicron do SARS-CoV-2, o coronavírus que causa a doença respiratória covid-19.

A possível triagem ou quarentena de passageiros internacionais, são algumas das alternativas validadas, mas proibições gerais não evitam sua disseminação, disse a Organização Mundial da Saúde (OMS) na terça-feira.

"As medidas podem incluir triagem de passageiros antes do voo e/ou na chegada, e uso de teste SARS-COV-2 ou quarentena de viajantes internacionais após avaliação de risco completa", disse a OMS em seu último conselho de viagem.

Mais pormenores com o jornalista da Antena 1 Mário Galego.
pub