Padre de Vila Nova de Foz Coa investigado por burlar Segurança Social

por RTP

Durante uma década, o antigo padre de Vila Nova de Foz Coa dilapidou instituições de solidariedade social de onde desapareceram quase três milhões de euros.

Mas os crimes pelos quais o padre António Ferraz está agora a ser investigado só começaram a ser comentados em voz alta quando abandonou a paróquia, e sobretudo, quando apareceu na televisão ao lado de uma mulher, há cerca de um mês.

O Ministério Público abriu inquérito-crime em Setembro.

O padre foi constituído arguido por suspeito de burla tributária. Mas a principal lesada, a Segurança Social, só percebeu que as listas de utentes enviadas pelo padre tinham crianças e idosos-fantasma no ano passado.

Até aí, e apesar de nunca ter recebido relatórios e contas, a Segurança Social continuou sempre a pagar às IPSS geridas pelo padre.

pub