Papa proclama a brasileira Irmã Dulce e outras quatro pessoas como santas

por Lusa

Cidade do Vaticano, 13 out 2019 (Lusa) - O Papa Francisco proclamou hoje cinco santos durante uma cerimónia realizada no Vaticano, entre os quais a religiosa Irmã Dulce, a primeira santa nascida no Brasil.

A religiosa Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, conhecida como "Irma Dulce", é chamada de "Madre Teresa da Calcutá Brasileira" pela sua dedicação aos pobres e necessitados.

A Irmã Dulce morreu em 1992, aos 77 anos, na Baía.

A partir de agora, a religiosa baiana será conhecida como "Santa Dulce dos Pobres".

Apesar de a Irmã Dulce ser a primeira santa brasileira, a Igreja Católica já reconheceu outro santo nascido no Brasil: Frei Galvão. O religioso foi canonizado a 11 de maio de 2007, no Vaticano, pelo Papa Bento XVI.

Na mesma cerimónia, Francisco proclamou santo o cardeal britânico John Henry Newman, um anglicano convertido ao catolicismo no século XIX, que se tornou uma figura unificadora e muito influente nas Igrejas Anglicana e Católica.

Outros três pessoas, a religiosa italiana Giuseppina Vannini, a indiana Maria Teresa Chiramel e a suíça Marguerite Bays, também foram proclamadas santas hoje pelo Papa.

 

Tópicos